Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

the winter witch

 

Autor: Paula Brackston

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

Sinopse:

In her small early nineteenth century Welsh town, there is no one quite like Morgana, who has not spoken since she was a young girl. Her silence is a mystery, as well as her magic. Concerned for her safety, her mother is anxious to see her married, and Cai Jenkins, a widower from the far hills, seems the best choice. After her wedding, Morgana is heartbroken at leaving her mother, and wary of this man, whom she does not know, and who will take her away to begin a new life. But she soon falls in love with Cai’s farm and the wild mountains that surround it. Cai works to understand the beautiful, half-tamed creature he has chosen for a bride, and slowly, he begins to win Morgana’s affections. It’s not long, however, before her strangeness begins to be remarked upon in her new village. A dark force is at work there—a person who will stop at nothing to turn the townspeople against Morgana. Forced to defend her home, her man, and herself, Morgana must learn to harness her power, or she will lose everything.

 

Opinião:

Ultimamente tenho andado num mood de bruxas. Não sei o que se passa, mas tenho-me interessado imenso por esta nova porção do que já disse umas quinhentas mil vezes que é o meu género favorito: sobrenatural. E como o mood 'histórico' ainda não me passou por completo, lá fui eu aventurar-me neste bombom. E que docinho que foi.

 




Claramente este não é um melhor livro de sempre. tem algumas falhas, sim senhora, especialmente quando estamos a chegar ao fim da história, mas não deixa de ser uma excelente aposta para quem está agora a querer entrar em conhecimento com as bruxinhas.

Muito interessante a forma como a autora desenvolveu o aspecto sobrenatural em volta da história, se estão à espera de feitiços, caldeirões, gatos pretos, vassouras voadoras e covens de bruxas, então este não é o livro para vocês. Toda a magia em redor da história é de um imaginário muito primitivo, muito próximo ao folclore que estamos habituados em Portugal.

Gostei bastante das personagens. Não foi preciso um desenvolvimento de carácter para que fossem boas personagens e me conseguisse ligar a elas. De facto fiquei mais investida nas suas vidas do que estava inicialmente à espera, principalmente a Morgana, que apesar de não me identificar especialmente com ela, mostrou-se uma personagem que me tocou bastante. E o Cai... O Cai é o exponencial de todos os homens, e que eu quero na minha vida agora. Se ainda não repararam ali ao lado, reparem. Estão a ver? Pois, já faz parte dos meus namorados imaginários.

O estilo da escrita, principalmente no inicio, é muito bonito. Para um stand-alone acho que tanto a escrita, como a história estão muito bem conseguidos. Tem os seus clichés, não vou negar, e como disse no inicio desta revisão, tem aqui e ali uma ou outra imperfeição. Não posso dizer que foi algo de novo, tem o típico tema do bem contra o mal, com alguns aspectos que achei previsiveis mas com outros que achei surpreendentes, e à medida que se vai lendo até se vai conseguindo imaginar a rota que o romance está a tomar, que eu não me importei nada porque adoro este tipo de histórias que começam com um casamento forçado mas que depois os participante se acabam por apaixonar de verdade. E é só isto que vos vou dizer, a história é tão magnifica que não vos posso spoilar mais. Ai querem mais? Deixa-me ver... O Cai (estou completamente obcecada) é das melhores personagens masculinas que tive oportunidade de ler, é romântico e respeitador e um bocadinho esquisito/tímido no inicio... Uma pérola!