Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

The Ruby Circle

 

Autora: Richelle Mead

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

Sinopse:

Sydney Sage is an Alchemist, one of a group of humans who dabble in magic and serve to bridge the worlds of humans and vampires. They protect vampire secrets—and human lives.
After their secret romance is exposed, Sydney and Adrian find themselves facing the wrath of both the Alchemists and the Moroi in this electrifying conclusion to Richelle Mead’s New York Times bestselling Bloodlines series. When the life of someone they both love is put on the line, Sydney risks everything to hunt down a deadly former nemesis. Meanwhile, Adrian becomes enmeshed in a puzzle that could hold the key to a shocking secret about spirit magic, a secret that could shake the entire Moroi world.

 

Opinião:

Oh my god, finalmente acabou! Quando a reacção de uma pessoa é esta, podem perceber o quão maravilhoso (ou não) foi o livro. Honestamente, li mais por obrigação de que por outra coisa qualquer, já há uns livros que tinha dito que não me tinha ligado tanto a esta série como a Vampire Academy, mas este último livro... Eu não sei se de mim, que li uma trilogia tão maravilhosa antes que agora me custa voltar "ao normal", ou se é a escrita da Richelle que foi piorando ao longo dos livros, ou se sempre foi assim e só agora é que eu vejo o quão terrível é.

 




As vezes que esta mulher me repete as mesmas coisas que eu já sei desde há uns 10 livros atrás...! é inacreditável. A escrita... Terrível, terrível, terrível, tudo às três pancadas, super rápido, não há ligação entre as coisas... Eu digo sinceramente, passei mais de metade do livro a revirar os olhos e acho que só o li por completo porque foi muito pequenino e porque tinha uns laços emocionais a algumas personagens (tipo a Jill e o Adrian). Dou-lhe um props: ela sabe acabar capítulos; é sempre de forma "estrondosa", ficamos do género "what?".

Não posso falar quase nada, senão conto-vos tudo o que acontece. As coisas ficam resolvidas, há relações familiares (que eu sempre desconfiei, ainda que pensasse que eram manos) e há um noivado e um filho. E pronto. As coisas, pelo menos para mim, ficaram resolvidas muito facilmente, quase que não havia obstáculos e quando havia eram estupidamente fáceis de derrotar... A escrita é lamechas, e não digo isto no bom sentido. Não achei uma conclusão tão boa quanto isso, gostei do final da Jill e do Eddie, mas também estava a ver que nem beijinho tinha, gostava de ter visto mais do Christian, o Dimka e a Rose foi meh e já não adorei tanto a Sydney como antes (tal como o Adrian), acho que neste livros as duas personagens estavam muito forçadas... E NÃO GOSTEI NADA DE NÃO SABER DO HOPPER! O MEU BEBÉZINHO FICOU COM ELES, VOLTOU PARA O REINO DEMONÍACO DELE, O QUE LHE ACONTECEU NO FINAL?!

Enfim... O meu conselho é: se já leram os outros, ler este não faz mal nenhum; se não começaram a ler e querem por causa das personagens do VA (sem ser o Adrian e a Sydney), não comecem, só precisam de saber que eles ficam juntos.