Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

The King

 

Autora: J. R. Ward

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

 

Sinopse

J.R. Ward's # 1 New York Times bestselling Black Dagger Brotherhood continues as a royal bloodline is compromised by a grave threat to the throne.
Long live the King…
After turning his back on the throne for centuries, Wrath, son of Wrath, finally assumed his father’s mantle--with the help of his beloved mate. But the crown sets heavily on his head. As the war with the Lessening Society rages on, and the threat from the Band of Bastards truly hits home, he is forced to make choices that put everything--and everyone--at risk.
Beth Randall thought she knew what she was getting into when she mated the last pure blooded vampire on the planet: An easy ride was not it. But when she decides she wants a child, she’s unprepared for Wrath’s response--or the distance it creates between them.
The question is, will true love win out... or tortured legacy take over?
.

 

Opinião

Não foi das maiores surpresas quando foi revelado o nome e o casal que iria protagonizar este livro da Irmandade. Pareceu-me logo que a J.R. Ward estava a querer dar um novo rumo à série, ao tirar 'Lover' dos títulos, e por também voltar a focar-se num casal já com história contada. O Wrath e a Beth não são, de todo, o meu casal preferido. Foram protagonistas do primeiro livro e embora me tivessem entretido, não achei que a história entre eles fosse nada de especial.

 




Felizmente a JRW decidiu que todas as cenas contadas do POV dos lessers deviam ser dar uma volta no bilhar grande e não houve quase nadinha dessa gentalha neste livro. No entanto isso não significa que não tivesse passado à frente várias frases (até porque o livro é grande, não fiquei nunca sem saber o que se passava), especialmente no que falava do 'antigamente'.

Vou-vos confessar uma coisa, toda a cena dos pais terem os nomes dos filhos deve ter dado um jeitão à autora para confundir os seus leitores; eu ao ler o prólogo pensei logo o quão spoilada toda a gente ia ficar. Foi uma jogada muito bem conseguida que me pôs em bicos de pés durante pelo menos metade do livro (que foi onde, como já disse, deixei de ler o 'antigamente' porque a história tomou um rumo diferente que não me estava a agradar).

Achei completamente desnecessária toda a revolta e luta pelo trono. Para mim o BDB é uma colecção de romance, eróticos na sua maioria, que contam histórias de amor entre guerreiros vampiros, Já me tinha conformado com a ameaça que o Xcor significava, porque em si constituía um twist maravilhoso na sua paixão com a Layla, mas agora a glymera também ao barulho a querer destronar o rei... NO ME GUSTA. Escusado será dizer que um terço do livro foi isto e já me estava a começar a ficar um bocado farta, para não falar dos delírios da Beth para tentar salvar tudo e todos com casamentos e divórcios.

Surpresa fiquei eu com o desenvolvimento entre a Sola e o Assail, que no Lover at Last não prestei atenção nenhuma nem li nenhum dos seus POVs, mas desta vez fui acompanhando a maioria e gostei. Também adorei a minha nova ship (Trez e Selena) e uma dinâmica entre o Boo e o IAm que nunca esperei ver (aliás, o IAm surpreendeu-me muito).

Estão todos mortinhos por saber se a Beth engravidou ou não, não é? Mas eu não vou contar porque este livro precisa de algum suspense. Não é dos meus preferidos, e depois de um Lover at Last tão magnifico, estou um pouquinho desgostosa: a escrita continua igual, com uma ou outra imperfeição mais significativa, as personagens secundárias estão cada vez melhores e a ganhar mais terreno, o final continua meloso e lamechas e feliz e nada realista, mas mesmo assim não chega para aqueles que levaram as minhas 5 estrelas.