Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

mais uma ressaca literária

Num período de dois anos, esta já deve ser a quarta ressaca literária que tenho. Nota-se pela minha ausência aqui no blog, certo? É que nestes últimos tempos eu desisti de dois livros que eu achei que iam ser mesmo a minha cara e neste último estava a ver que não o acabava... E a culpa é de quem? Também gostava de saber; é fácil dizer que foi a partir do A Court of Mist and Fury, que aquele livro me deixou toda de pernas para o ar, mas também não acho justo estar a culpar a minha inabilidade de ler livros num outro livro, estão a perceber? É que se eu ainda estivesse super obcecada pelo ACoMaF, tudo bem, mas já passaram uns meses, só que parece que as minhas forças foram completamente drenadas, já não consigo fazer nada.

 

Talvez fosse uma péssima ideia sair de um "fenómeno" para outro, mas logo a seguir fui-me por a ler o The Raven Boys, porque o quarteto já estava completo e eu sou daquelas que gosta de uma boa maratona, pensei que ia correr tudo pelo melhor... Mas ao fim de 50 páginas e muitos revirar de olhos, já não aguentei e pus de lado. E o que é que esta inteligência pensou a seguir? "Bem, eu estou assim porque estava mesmo era a gostar de fantasia épica", diz a pessoa que não se define como a maior fã de fantasia épica. E então o que é que eu fiz? Peguei no Falling Kingdoms. É, eu sei, esperta... Repetiu-se a mesma história, mas com um bocadinho de mais páginas. No entanto, para minha defesa, se este último não tivesse uma narração tão lenta. O que vale nisto tudo é que não os pus definitivamente de lado, do género DNF nem me interessa, pelo menos o último quero muito continuar quando tiver paciência para tal.

 

Lá consegui ler um contemporâneo new adult que faz parte de uma trilogia (que também não vou continuar, pelo menos para já), que demorei imenso a ler e só não desisti também porque já só faltavam umas 30 páginas para o fim. Agora recorri à rainha da cura das ressacas, a ver o que vai sair daqui, até porque A Caribbean Mystery o era uma livro que eu queria ler no Verão, umas vez que é num cruzeiro e lembra as férias...

TOP 5 Livros Que Quero Ler | Primeiro Trimestre de 2016

Hoje fiz uma asneira grande... Eu sei que tinha dito há uns tempos que andava toda contente porque a minha TBR só andava a diminuir, que eu me estava a portar bem e não estava a acumular mais livros, mas hoje a minha resolução caiu por terra. Não foi um estrago grande, foram só 10 livros. E eu sei que nem os vou ler para já, porque tenho prioridades literárias que não quero por de lado, mas enfim... Nisto nasceu esta lista de histórias que, neste começo de ano, me estão a deixar louca para as ler, e que são na sua maioria fantasia, o que por um lado não me espanta, porque eu gosto mais deste género no Inverno/Primavera (que ainda está muito invernal, diga-se de passagem):.

 

1. The Raven Boys

Eu estou só à espera que saia o último livro para me aventurar com isto, porque já sei como é que eu sou e com um quarteto deste género eu quero fazer uma maratona valente. O que vale é que está quase a chegar a data de lançamento do The Raven King, e eu vou-me entretendo com standalones para depois ZÁS! ir de cabeça.

 

2. A Court of Mist and Fury

Surpreendidos? Não, pois não? Eu preciso deste livro, aliás da conclusão da trilogia (?) para ontem, EU PRECISO!!

 

3. Lunar Chronicles

Eu não sou a maior fã de Sci-Fi e não costumo gostar de retellings, mais depois do ACoTaR me ter surpreendido tanto pela positiva, e depois de ter visto gente a dizer que quem gosta de Sailor Moon vai gostar disto, é claro que ficou debaixo do meu olho. E o quarteto já está completo, o que é uma maravilha, agora é só mesmo desocupar os lugares anteriores e páu!

 

4. Falling Kingdoms

Depois do fracasso que foi para mim Throne of Glass, eu preciso de uma série de fantasia épica que seja tão espetacular e maravilhosa quanto eu espero que seja. Ainda não me aventurei porque ainda está em publicação, e como já referi, eu gosto de uma boa maratona, porque depois começo a perder o fio à meada e é uma chatice. Talvez arrisque antes disso

 

5. Lady Midnight

Eu vou ser muito sincera, eu mal me lembro de City of Heavenly Fire (lá está, eu esqueço-me das coisas facilmente, por isso é que prefiro as maratonas), e não estava nada entusiasmada para começar esta nova série, mas de repente ouço dizer que é o melhor começo de uma série da Cassandra Clare e o meu coração ficou preocupado COMO ASSIM O MELHOR ENTÃO E O CLOCKWORK ANGEL HÃ??? Daí eu ter de ver o que se passa (até porque já me spoilei e sei que vai haver uma espécie de Malec 2.0, o que mais é que eu poderia querer...).

Livros Que Li Por Causa do Booktube

Eu vi um video no canal da Regan e comecei a pensar na minha vida. Eu sempre fui uma leitora, mas desde que descobri a comunidade literária online, foi como se uma espécie de bigbang acontecesse na minha vida (omg eu juro que esta piada não foi intencional wtf o meu cérebro está todo frito sorry) e comessasse uma nova era no meu vicio. Mas, e apesar de ter conhecido muitos livros por esta forma, às vezes fico surpresa como quão hipster fui em tempos, e li livros que apesar de me serem recomendados na internet numa determinada altura, foram lidos pela minha pessoa muito antes disso.

Existiu de facto uma altura em que eu fiquei seriamente preocupada com a minha identidade literária, porque tanto na minha estante de lidos como na TBR só via livros com "hype". Eu não sei se me estou a conseguir explicar, mas sempre tive um gosto literário muito meu e chegar a um ponto de ter livros que honestamente não me diziam nada só porque tinham muitas reviews na comunidade? Foi um ponto de viragem para mim, e depois de um grande unhaul, de facto já tinha pensado neste assunto, mas assim aproveito para partilhar convosco a minha experiência.

 

 

Leitura em Diapositivos Móveis

Bem, eu já estive para fazer este post montes de vezes, mas agora é que vai ser! Embora seja uma ávida amante de livros físicos, também sou uma ávida amante de tecnologia (o que não significa que seja fantástica com a tecnologia, atenção!), e portanto vou hoje falar de algumas das aplicações que eu uso/usei e como é/foi a a minha experiência.

 

Symbian OS

Quando eu comecei a ler digitalmente, já havia o OS Android, mas eu na altura ainda tinha um Nokia que tinha sistema operativo Symbian, que é tudo menos parecido ao Android.  Foi graças a uma aplicação chamada Albite Reader que eu comecei a poder ler  livros em formato EPUB no telemóvel. Para uma aplicação que não é do Android, eu fiquei muito surpreendida: tinha uma grande margem de personalização (desde mudar o tamanho e a cor da letra, o espaçamento...) e modo dia e noite, o que para mim foi espectacular.

 

Unhaul

Começamos bem o ano, começamos... É o que dá quando me ponho a ver a minha enorme TBR e dou de caras com livros que já lá estão há imenso tempo e que eu já nem me lembro bem porquê. Tenho notado que ultimamente o meu gosto literário tem mudado de forma radical, e o que eu antes achava interessante já não me aquece nem arrefece. As sinopses parecem-me muito vagas e cada vez mais tenho visto YA's tão mal feitos... Não quer dizer que já não goste de YA, mas acho que cada vez mais começo a notar as particularidades piores. Assim, apeteceu-me fazer uma limpeza geral e mandar fora os livros que tenho a certeza que não vou pegar nunca.

 

A Great and Terrible Beauty (Gemma Doyle, #1)  Rebel Angels (Gemma Doyle, #2)  The Sweet Far Thing (Gemma Doyle, #3)
Em tempos achei mesmo que ia ler esta trilogia. Sim, os livros são gigantes, mas curiosamente não me assustavam. Foram ficando, ficando... E nunca lhes peguei. E não será agora, depois de já ter lido tantos clichés como já li, que o drama entre raparigas num colégio interno me vai apelar.
 
 

Filmes + Dramas em Dezembro

Nos últimos tempos tinha andado numa grande secura de filmes. Aliás, acho que já não vi um filme há imenso tempo (ou pelo menos parecia-me). Mas em Dezembro tudo mudou. Vamos lá!

 

FILMES

The Nightmare Before Christmas

Apesar de já ter visto alguns filmes do Tim Burton, este que é tão aclamado, vi-o pela primeira vez. Achei a animação muito boa, nem parece que o filme tem a minha idade. Gostei da história, adorei o conceito mas gostava que tivesse tido uma duração maior, acho que ficou muita coisa por explorar e aconteceu tudo muito rapidamente.

 

Crouching Tiger, Hidden Dragon

Acho que já disse isto mais que uma vez, As Memórias de Uma Gueixa é o meu filme preferido de sempre, logo é claro que na altura fui ver a filmografia de toda a gente. este filme já estava na minha TBW há imenso tempo. O final do filme deixou-me um bocadinho WTF, mas gostei imenso do filme, mais até do que se tivesse sido só kung fu (e nos créditos fiquei com um nó no cérebro porque ainda semanas antes tinha visto os MAMA 2015 e achei super fofo o senhor ter tirado uma foto com os BIGBANG depois de lhes ter entregado o prémio e depois fui ver o filme sem saber quem era o senhor o personagem masculino principal OMG WHAT eu nem sequer o reconheci).