Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Edições Portuguesas #1

Quem segue o blog pode comprovar que eu faço muitas revisões antes das editoras portuguesas decidirem traduzir e publicar. E desde que fiz algumas revisões, tenho vindo a presenciar o lançamento de alguns livros que já li e aos quais já dei a minha opinião. Para facilitar as coisas de procura e tags, vou então começar a identificar as edições portuguesas e encaminhár-vos para as minahs revisões.

 

 

FINALE (FINALE)

 

 

Autora: Becca Fitzpatrick

Edição Portuguesa: Porto Editora

 

Sinopse
Nora está absolutamente certa sobre o seu amor por Patch. Anjo caído ou não, Patch é o homem da sua vida. A herança e o destino que couberam a Nora ditam que terá de ser inimiga do seu amor, mas não há como lhe voltar as costas. Agora, Nora e Patch deverão unir forças para enfrentar o derradeiro desafio. Assistiremos ao regresso de velhos inimigos e ao nascimento de novos aliados. Um amigo será o protagonista de uma inesperada traição que ameaçará a paz com que Patch e Nora sonham tão desesperadamente. As linhas da batalha estão formadas¿ mas de que lado devem lutar? E, no final, será o amor capaz de conquistar todos os obstáculos?

 

 

Opinião

aqui

Finale

 

Autor: Becca Fitzpatrick

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

Sinopse

Will love conquer all?
Nora and Patch thought their troubles were behind them. Hank is gone and they should be able to put his ugly vendetta to rest. But in Hank's absence, Nora has become the unwitting head of the Nephilim and must finish what Hank began. Which ultimately means destroying the fallen angels - destroying Patch.
Nora will never let that happen, so she and Patch make a plan: lead everyone to believe they have broken up, and work the system from the inside. Nora will convince the Nephilim that they are making a mistake in fighting the fallen angels, and Patch will find out everything he can from the opposing side. They will end this war before it can even begin.
But the best-laid plans often go awry. Nora is put through the paces in her new role and finds herself drawn to an addictive power she never anticipated.
As the battle lines are drawn, Nora and Patch must confront the differences that have always been between them and either choose to ignore them or let them destroy the love they have always fought for.

 

Opinião

Todas as coisas boas chegam ao fim. E o Hush Hush não podia ser excepção. Quer dizer, eu até queria que fosse excepção, mas já percebi que as melhores sagas são aquelas que que têm 3 ou 4 livros, porque a partir daí começa a saturar-me e às vezes não dá muito bom resultado.

 

A Nora agora é a manda chuva dos Nephilim todos! Isto realmente só nos livros. Mas pronto, ela agora tem de comandar a cena toda e treinar arduamente para a batalha. Sim, batalha. Porque os Nephilim não querem que os Anjos Caídos os possuam mais durante o Cheshvan. Mas o problema é que agora a Nora também é um Nephilim. E namora o Patch. BOMP BOMP BOMP! Convenhamos que ela só entra fervorosamente nesta guerra porque lhe convém...

 

Silêncio (Silence)

  

 

Autora: Becca Fitzpatrick

Edição Portuguesa: Porto Editora

 

Sinopse:

Os problemas de comunicação entre Patch e Nora desapareceram. Ultrapassaram os segredos escondidos no passado de Patch… uniram dois mundos irreconciliáveis… enfrentaram desafios de traição, lealdade e confiança… e tudo por um amor que transcende as fronteiras do céu e da terra. Armados apenas com a confiança que nutrem um pelo outro, Patch e Nora entram numa luta desesperada para travar um vilão que possui o poder de destruir tudo por que lutaram – incluindo o amor que partilham – para sempre.

 

Opinião

Não posso dizer que este foi o meu livro favorito da série Hush Hush, mas posso afirmar que esteve lá perto. E sabem porquê? Porque sendo o meu preferido o primeiro, este foi o que mais se assemelhou, porque é como se fosse um inicio de novo.

 

Como eu sou uma apaixonada eterna pelo Patch, gostei imenso de o ver 'conquistar' a Nora de novo, mas com um nomezinho ligeiramente diferente. Se calhar conquistar não é a palavra certa, porque de facto ele quer tudo menos conquistá-la, e avisa-a mais que uma vez que ele é perigoso, mas fazer o quê, aquela Nora é teimosa mesmo...

 

Crescendo (Crescendo)

 

 

Autora: Becca Fitzpatrick

Edição Portuguesa: Porto Editora

 

Sinopse

A vida de Nora Grey continua longe de ser perfeita. Sobreviver a um ataque que podia ter-lhe custado a vida não foi fácil, mas tudo se resolveu, graças ao seu anjo da guarda - uma criatura misteriosa, sedutora e bela.
Mas Patch tem sido tudo menos angelical. Está mais distante do que nunca e parece estar a passar demasiado tempo com a arqui-inimiga de Nora, Marcie Millar. E, como se isso não bastasse, Nora é assombrada por recordações do seu pai assassinado, começando a pensar que as intrigas dos anjos poderão estar relacionadas com a morte dele.
Desesperada por desvendar os estranhos acontecimentos do seu passado, Nora expõe-se ao perigo, na esperança de encontrar algumas respostas.
Mas todos sabemos que há perguntas que nunca devem ser feitas... 

 

 

Opinião

PATCH! Omg eu amo este homem... Mas neste livro, rapaz, é melhor fugires antes que eu te mate!

 

Isto começa logo tudo muita bem, a Nora e o Patch acabam logo nas primeiras 20 páginas que serve logo de abre olhos para os leitores. E depois é toda uma depressão pós-namoro acabado que é uma alegria. E quem pensa que a culpa é do meu Patch, está muito enganado. A Nora é definitivamente a culpada no final desta relação que tinha tanto para oferecer (ou melhor, o Patch tinha tanto para oferecer, tanto para dar...). No inicio ainda chamei uns nomes feios à miúda, porque como é que ela com uma rapazito daqueles se decide armar em parva? Quer dizer, só mesmo a Nora Grey... (mas ela tinha razões, coitadinha, aquela Marcie Millar... AGGRRRR WHORE!)

 

Hush Hush (Hush Hush)

  

 

Autora: Becca Fitzpatrick

Edição Portuguesa: Porto Editora

 

Sinopse

Para Nora Grey, as coisas românticas não fazem sentido, Nunca se sentiu muito atraída pelos rapazes da sua escola, por muito que a sua melhor amiga, Vee, a empurre para potenciais namorados. Até que conhece Patch.
Com o seu sorriso fácil e olhos que parecem perscrutar-lhe a alma, Nora sente-se atraída por ele, apesar de fazer os possíveis por lhe resistir.
Mas ao fim de uma série de encontros terríveis, Nora não sabe muito bem em quem confiar. Patch parece estar sempre onde ela está e saber mais sobre ela do que as suas amigas mais próximas. Não sabe muito bem se há-de cair nos seus braços ou fugir para o fim do mundo. E quando tenta obter algumas respostas sobre as suas origens e intenções, é-lhe revelada uma realidade infinitamente mais complexa do que tudo aquilo que Patch a faz sentir.
Porque Nora ver-se-á mesmo no meio de uma luta ancestral entre os imortais e os caídos. Terá de fazer uma escolha, mas essa escolha poderá custar-lhe a vida. 

 

Opinião

Gente do mundo que ainda não leu este livro, PAREM TUDO O QUE ESTÃO A FAZER! Larguem os tachos, as panelas, os comandos, os teclados, whatever, peguem nos vossos calcantes e dirijam-se a uma fnac/bertrand mais próxima para comprar esta maravilha.

AHAHAH agora sem idiotices. Para quem no inicio desprezava completamente este livro, até que me afeiçoei um bocadinho gigante a ele. Pronto está bem, entrei numa obsessão compulsiva pelo Patch, mas até parece que é alguma coisa condenável...

Esta história é muito high school, nos primeiros capítulos (depois do prologo que deixa um pessoa toda baralhada) somos logo transportados para a vidinha com os típicos problemas de menina de 16 anos que a Nora tem: a melhor amiga meio desvairada, a miúda que ela não suporta e que por sinal também não sustem a respiração por ela e mais um ano escolar a começar. E como nenhum livro é escrito sem os clichés iniciais, a Nora nunca se sentiu particularmente atraída por nenhum rapaz. Mas agora chegou a hora!

 

Com a nova disposição de lugares da sala de Biologia [que é sempre onde tudo acontece], ela fica como parceira laboratorial de um rapazinho chamado Patch. E não é que o tema das primeiras aulas é a reprodução humana? [que por sinal, quer seja cá em Portugal ou na Conchichina, causa sempre risinhos tótós a meio das aulas - falo por experiência própria] Mas antes de tudo, os alunos têm de fazer uma fichinha de identificação sobre os novos parceiros (do género comida favorita, música que mais gosta de ouvir, actividades nos tempos livres...) e pelos vistos o Patch não estava com muita disposição para partilhar os seus segredos. Quando deu o toque de saída, a Nora ainda não tinha nada escrito e o trabalho contava para nota. A Nora ficou furibunda da vida e mesmo depois dele ter dito que estava ocupado nessa noite (e de lhe ter dado o número de telemóvel), uma série de eventos totalmente impensáveis levaram a que ela saísse a meio da noite do conforto da sua casinha para ir ter com o rapazito, que ela detestou logo de inicio só porque mandava piadas provocadoras, a um bar que por sinal não tinha fama de servir chá e bolinhos de chocolate (e sim, tudo isto por causa de um trabalho para a escola).