Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Os livros que não tenho coragem de ler

Este post surge numa altura em que deveria estar a fazer traduções de um capítulo de um livrinho chamado Bancroft's Theory and Practice of Histological Techniques para um trabalho de Controlo de Qualidade, mas que em vez disso me pus a ver as minhas 'prateleiras'. E bateu-me forte cá dentro. Jesuis. Eu tenho séries inteiras, às quais algumas já à bastante tempo aqui, e que não há maneira de se lerem. E neste momento estou em aflição porque me está a apetecer pegar em alguns deles, mas já estou a ler um livro neste momento e tenho a faculdade a ocupar-me 87% do tempo e quero dormir.

 

1. Outlander - Diana Gabaldon (8 livros de momento)

Todo este post começou por causa destes meninos. Não sei como nem porquê, mas a minha febre de outlander voltou em grande. Não sei se já falei disto em algum dos post da rubrica fiction adiction (cheira-me que não, tenho de vos actualizar), mas outlander foi das melhores séries, senão a melhor, que vi na última temporada. Só que para vos ser sincera, os livros assustam-me um bocado. 627 páginas não é brincadeira, e isso é só o começo. Mas se a série já é a dádiva dos deuses que é, os livros também o devem ser. Só que estrangeirismos escoceses que eu não conheço, mais um inglês complicado...

 

 




2. The Pillars of the Earth - Ken Follet (2 livros, dividido em 2 volumes cada um)
Outra série que eu amei, não fazia mais nada enquanto não vi a mini-série que adaptou esta obra prima (ainda que tenha aquele bicharoco que eu não sei o nome, mas que nunca gostei - é o ruivo, que entrou n'Os Miseráveis). Foi uma experiência e tanto, adorei a realização, a história, os cenários... Só que ler os livros, que têm perto de 1000 páginas cada um? Tá quieto.

3. A Song of Ice and Fire - George R. R. Martin (5 livros e momento)
Comigo a história repete-se umas cinquenta vezes. Mais uma série que vejo e que amo profundamente, mas que por muito que queira pegar nos livros, fico cheia de medo só de ver aquelas páginas todas juntas umas às outras, a formar volumes que ultrapassam as mil páginas. Nem a minha ship das ship desta série (que nem sequer é canon - acho eu, não sei, teria de ler os livros para ver se acontece ou não, mas não me cheira), que é a Daenerys Targaryen e o Jon Snow (ia dar uma coisa gira, fogo e gelo), me faz pegar nisto.

4. The Lord of the Rings - J.R.R. Tolkien (3 livros)
Esta é a excepção à regra anteriormente repetida. Eu nunca vi estes filmes (sim, nem nos reruns de Natal). Mas tentei, 3 vezes: da primeira, adormeci à hora e meia de filme; da segunda, já começando de onde tinha acabado, adormeci meia hora depois; à terceira nem 15 minutos aguentei. E o problema é que eu queria muito gostar desta história, a sinopse parece-me super interessante, mas depois perco-me nas entrelinhas e o João Pestana aparece.