Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Os Contos de Beedle o Bardo (The Tales of Beedle the Bard)

 

Autora: J. K. Rowling

Edição Portuguesa: Editorial Presença

 

Sinopse

Os Contos de Beedle o Bardo oferecem-nos cinco histórias de feitiçaria, cada uma com a sua magia muito própria, que prometem deliciar, divertir e até arrepiar os leitores.
Cada conto é acompanhado de notas da autoria do Professor Albus Dumbledore, que agradarão tanto a Muggles como a feiticeiros. O Professor reflecte sobre as questões morais levantadas nos contos, ao mesmo tempo que revela pequenos detalhes sobre a vida em Hogwarts.
Este é um livro mágico, único e intemporal, escritor e ilustrado por J.K. Rowling, autora da famosa série Harry Potter
.

 

Opinião

É inacreditavél, já li este livro a algum tempo e ainda não tinha feito revisão (tal como os livros do Harry Potter, tenho de fazer qualquer dia a revisão da série completa). Toda a gente conhece este pequeno companion da série (digo eu) mais lida em todo o mundo. Já tem alguns anos e confesso que me opus veemente à sua leitura durante imenso tempo, até à uns tempos em que me deu uma saudade imensa de Harry Potter e vi de uma assentada os filmes todos (tenho uma TBR grande demais para reler os livros) e senti que precisava de mais, e lá fui eu em direcção à biblioteca de Hogwarts.

 



A minha vontade de ler estes contos lindos e maravilhosos nasceu com a cena que está descrita no gif em baixo. Rabbity Rabbity é o nome mais fofo que eu ouvi na vida, quero uma coelha só para lhe poder dar este nome. Mas não, este não foi o meu conto favorito.



O que é que hei-de dizer mais? A J. K. Rowling é sem duvida uma escritora fenomenal, que não se devia aventurar no mundo adulto, que só dá desgraça *cough the casual vacancy cough* e focar-se mais no universo que criou e que tanta gente adora. Sei lá, dar uam de Cassandra Clare e escrever umas quatro ou cinco séries de 4 livros cada só naquele mundinho de feitiçaria tão especial.

Tirando o conto dos 3 Irmãos, que é o meu favorito porque também foi aquele que foi mais explorado nos livros de HP, nesta pequena colectânea de histórinhas infantis o conto que eu mais gostei foi o da Fonte da Sorte, que foi aquele que eu achei (no inicio da leitura) que não ia ser nada de especial, e que há medida que a história foi decorrendo eu fui ficando mais entusiasmada e com expectativas que foram realizadas no final, ao contrário do Coração Peludo do Mago, que me desiludiu um pouco com o final (não sei bem do que estava à espera, porque achei a linha de narrativa interessantíssima para um livro completo de 200 páginas). 

Enfim, no final quero dizer que adoro este livro de contos, e ainda que de um universo ficticio, se eu tivesse primos ou sobrinhos ou gente pequenina a quem pudesse contar histórias de adormecer, de certo que este livro andaria pelas casas de muita gente para eu poder lê-las e obrigar os pais a lê-las também; super didáticas, com os valores e mensagem dos contos 'tradicionais', espectacular!