Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Leitura em Diapositivos Móveis

Bem, eu já estive para fazer este post montes de vezes, mas agora é que vai ser! Embora seja uma ávida amante de livros físicos, também sou uma ávida amante de tecnologia (o que não significa que seja fantástica com a tecnologia, atenção!), e portanto vou hoje falar de algumas das aplicações que eu uso/usei e como é/foi a a minha experiência.

 

Symbian OS

Quando eu comecei a ler digitalmente, já havia o OS Android, mas eu na altura ainda tinha um Nokia que tinha sistema operativo Symbian, que é tudo menos parecido ao Android.  Foi graças a uma aplicação chamada Albite Reader que eu comecei a poder ler  livros em formato EPUB no telemóvel. Para uma aplicação que não é do Android, eu fiquei muito surpreendida: tinha uma grande margem de personalização (desde mudar o tamanho e a cor da letra, o espaçamento...) e modo dia e noite, o que para mim foi espectacular.

 

 

Android OS

Entretanto eu comprei um tablet (nada XPTO, mas para o que eu precisava serviu muito bem) para a faculdade, e aproveitei também para começar a ler neste diapositivo. A primeira aplicação que eu usei foi a Aldiko Reader. Para quem começa, há uma imensidão de apps na Play Store para ler, mas honestamente as que eu recomendo são sem dúvida esta e as que vou falar a seguir.

Usei a Aldiko imenso tempo, aliás quando comecei a ler no meu novo telemóvel android (que foi um muito depois de comprar o tablet) ainda usava o Aldiko. O nível de personalização aumenta um bocadinho, mas de um modo geral é muito simples de utilizar e idêntico ao que eu estava habituada.

Só que com o passar do tempo, comecei a achar a interface inicial um pouco chata, e então decidi mudar para a Moon+ Reader, que não resolveu o meu problema com interfaces chatas, mas para além de toda um novo conjunto de características personalizáveis (algumas totalmente desnecessárias), trouxe uma nova quantidade de formatos de possível leitura, como o MOBI e CBR, que para quem não sabe é o formato das bandas desenhadas. O que esta aplicação também me trouxe de novo foi a existência de um dicionário (que tive de instalar à parte, mas que ocupa nem chega a 1 MB) em que, a meio da leitura, me bastava clicar numa palavra e aparecia o significado, o que revolucionou a maneira como eu lia. 

 

Kobo

Os e-readers são mesmo só para quem é viciado em leitura. E mesmo assim, muita gente se abstem de investir num, porque também não são propriamente baratos. Pessoalmente, não sei se teria investido tão rapidamente num se não me tivesse sido oferecido como prenda de final de curso (provavelmente teria ficado pela aplicação para Android), mas hoje em dia posso dizer que AMO e NÃO CONSIGO VIVER sem ele. Para além da Comfort Light, que para mim faz muita diferença, visto que eu já não tenho uns olhos muito bons (e sim, eu noto uma grande diferença na forma como a luz é projectada), é super conveniente, tem a minha biblioteca inteira (antes guardava os meus livros digitais numa pen para não ocupar memória), o navegador da internet dá um jeitaço (não é nada do outro mundo, mas dá para ir à maioria das páginas)... Existem imensos vídeos no youtube a falar do Kobo, podem procurar e escuso de estar a vender o peixe xD

 

Bem, mas com este aparelhos, será que deixei de usar uns em prol dos outros? Mais ou menos.

Deixei efectivamente de ler no telemóvel, mas continuo a usá-lo para os audiobooks. Li muito no telemóvel, concordo que não há coisa melhor para matar tempo em transporte, em tempos mortos... Mas simplesmente deixei ir. Na altura não achei que tivesse dificuldade em ler, até porque dá para aumentar ou diminuir o tamanho da letra a gosto, mas se a resolução do ecrã não for de telha (o que eu quero dizer com isto é que se o vosso telemóvel não for daqueles grandes, que já nem cabem todo no bolso das calças de ganga), pode tornar-se irritante ter de estar a mudar de página constantemente logo após dois parágrafos.

Também não deixei de usar o tablet totalmente; apesar do Kobo ler bandas desenhadas e imagens (JPG, PNG...), continuo a preferir ler mangas e BD's num ecrã maior, e já que o meu tablet tem 10", e assim aproveito o Manga Reader para ler mangas online e o Comic Screen para BD's que faço download.

 

E pronto, foi isto, espero que tenham gostado :) partilhem as vossas experiências também, gosto sempre de saber coisas novas.

2 comentários

Comentar post