Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Happenstance

 

Autora:  M.J. Abraham

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

 

Sinopse

Victoria Rivera never expected to be a divorcee by the age of 25. She was supposed to spend the rest of her life with Eric, the handsome, successful lawyer who promised her the world. When the unthinkable happens, Victoria swears to herself that she will not be so easily duped again. Heartbroken and lost, she decides that she needs a fresh start, in a new city, far away from everything and everyone from her old life.

After getting burned the first time, the last thing on Victoria’s mind is love. But happenstance leads her to a chance encounter with Jared, a sexy, kind-hearted veterinarian who is determined to get under her skin and in the way of her plans.

Can she learn to open herself up again and give love a second chance? Or will her past get in the way of any future with Jared?

Sometimes what you are not looking for finds you anyway.

 

Opinião

Parece que este é o ano em que a minha TBR vai deixar de ter os livros mais antigos. Finalmente, depois de tantos anos na TBR, eu consegui ler este livro, que na verdade não tem razão nenhuma para não ter sido lido até agora: é minúsculo, é um contemporâneo sexy, não tem ratings terríveis... Enfim, foi preguiça mesmo.

Honestamente, a review nem vai ter parte desdobrável, porque o livro é tão pequenino que não dá para dizer muito sem spoilar. É o típico romancezinho cliché, daqueles completamente... Quando eu penso em "chick-lit" é isto que me vem à cabeça. Muito bom para ler na praia/piscina, apesar de eu o ter lido no Inverno. A escrita é muito fácil, nada complicada, o inglês é super acessível. Bom para descontrair e sair da rotina literária.