Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Divergent - trailer

É talvez das séries que, desde que estou no Goodreads, tem subido na pirâmide da popularidade. Pessoalmente, nunca me interessou assim tanto, como já tenho vindo a dizer neste blog, não sou das maiores fanáticas por distopia e pareceu-me muito semelhante ao The Hunger Games. Tão semelhante, que honestamente, perdi logo ali o interesse. Mas nunca ninguém se cala com o quão maravilhosa é a série e isto e aquilo, e como podem ver aqui até cheguei a pensar a possibilidade de o ler. O tempo foi passando, passando... E o interesse também. Saiu o último livro em Outubro passado (creio eu) e vi todos a queixarem-se do final. Pensei em não spoilar-me, porque achava mais tarde ou mais cedo que iria ler, mas depois reflecti melhor e decidi que não iria investir emoção e sentimento e sobretudo tempo numa série cujo final depois me iria decepcionar (já me basta o Delirium) e spoilei-me propositadamente. Felizmente não comecei a ler, porque iria fritar a pipota se tivesse de passar por aquele final. 

 

Tudo isto não quer dizer que não vá ver o filme, até porque gosto muito de filmes de acção (mais do que livros) e decidi ver os trailers já disponíveis. vamso então à minha opinião.

 

 

 

 

 

That was weird... O ínicio é TÃO semelhante ao THG, com o prado e a mãe a prepará-la e a perguntar se está nervosa. É igual. Mas pelos visto isto é numa época mais moderna, porque têm armários deslizantes com espelho nada borulentos. Com o plano da cidade vê-se então perfeitamente que é não é um pós-apocaliptico como o THG mas uma realidade alternativa, o que já é bom porque não é um cópia. Honestamente não percebo o porquê de antes do pré-teste as pessoas que seriam submetidas ao teste estão de cores diferentes. Também não percebo que rebelião é aquela que salta do comboio, mas deixou-me curiosa.

 

Não tenho muito que opinar no cast, porque não li os livros e não tenho a noção do que as personagens pareciam para mim, mas mesmo assim não me parece que fossem os mais adequados. Não que o rapazito que faz de Four ou Tobias ou lá o que ele é não seja giro, ou que a Shailene não seja boa actriz, mas pelo trailer não me dão grande segurança. Gosto da Kate Winslet como aquela senhora tão fina e que pelos vistos tem um papel governamental. O teste com a aguinha é sem dúvida o que gosto mais em todo o trailer, apesar de mostrar um elemento mais fantasiado da história (não estou a ver como é que aquilo funcionaria na vida real), é muito apelativo. Não percebo muito bem o papel que  aquela senhora asiática, porque ela aparece ao longo do trailer a tentar 'esconder' o facto da rapariga ser divergente dos outros; se ela fosse do governo não iria denunciá-la, ou ela é uma infiltrada? Não sei, espero para ver.

 

De um momento para o outro, ela já está no meio do que parece ser uma zona de treino de combate, com armas e não sei quê, com o gajo sexy fardado ^^ O que eu ainda estou para desvendar é que é que tudo isto tem a ver com a integração na sociedade, se calhar precisam de gente no exército, talvez seja isso...

 

Em conclusão, parece-me ter bom conteúdo para um filme que eu gostasse de ver, não para um livro que eu gostasse de ler, sendo a acção o foco essencial desta história.