Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Disney #1 - Filmes de Animação Favoritos

A Disney é um mundo maravilhoso. Não existe pessoa nenhuma (de jeito) que não adore a Disney e que não reconheça que é, sem sombra de dúvidas, a melhor empresa de entretenimento de animação que existe. Faz parte da infância (e não só!) de todos, e também fez da minha, tal como ainda faz parte da minha vida, que eu sou completamente apaixonada por qualquer coisa relacionada com a Disney. E por isso, hoje trago a lista dos meus filmes de animação favoritos da Disney e espero que partilhem as vossas escolhas comigo.

 

1. A Bela e o Monstro

Este é o meu filme favorito. Nunca o vi enquanto criança, porque sou mariquinhas desde pequenina e o 'monstro' metia-me medo, mas fui ver muitas adaptações desta história ao teatro e nos livros de contos infantis (tenho cá em casa um livro que se chama Contos de Ouro e cuja imagem da capa é a Bela e o príncipe já destransformado; eu adoro aquela capa, mas dentro do livro a imagem que tem o título da história tem o monstro e eu passava logo essa página à frente só para não ter de o ver, vejam bem, era tão otária). Vi-o pela primeira vez quando tinha uns 15 anos e fiquei perdidamente apaixonada com a magnitude da dimensão desta história e da mensagem que envia. Ao longo da minha vida, mesmo antes de eu ver o filme, fazia parte da minha vida e agora tem uma porção do meu coração ainda maior.

 

 

 

2. Entrelaçados

O filme que tem a minha música favorita de sempre da Disney e que me põe sempre a chorar (I See the Light). Identifico-me imenso com a Rapunzel, ela é assim distraída e tola, tem um feitio muito parecido com o meu e a história dela de auto-descoberta diz-me muito. 

3. O Rei Leão 2
Este foi provavelmente o filme que mais vi durante a minha infância, porque tinha o VHS e punha-o no leitor de cassetes a toda a hora. Foi o primeiro filme que me chorar (quando eu tinha uns 5 anos) e tem uma história que muito provavelmente me tornar muito menos preconceituosa em relação aos outros. Acho que sei a letra das músicas de cor (em português) de tanto que vi este filme.

4. Toy Story 3
Eu nunca fui muito fã do Toy Story. Mais uma vez, não vi esta série na infância e só há poucos anos é que me deu para ver tudo. E o terceiro tocou-me forte cá dentro, especialmente porque foi na altura em que eu tinha entrado na faculdade, tal como o Andy, e é uma altura em que há imensas mudanças que acontecem mas que nunca queremos deixar o conforto de quem somos e das coisas a que estamos habituados para trás. Pôs-me a mim e á minha mãe a limpar as lágrimas do sofá.

5. Frozen
Não estava à espera de grande coisa, sinceramente, e fiquei surpreendidíssima quando chegou o final do filme e eu tinha adorado. Quando o 'Let It Go' tocou e parecia que eu já sabia de cor a música, apercebi-me o quanto o filme já estava a mexer comigo. E claro que o Olaf contribuiu para a minha adoração.

6. Hércules
Outro filme dos mais antigos, que eu vi imensas vezes durante a minha puberdade. Tive uma fase em que era completamente obcecada pela mitologia grega e este filme só alimentou essa fome. Uma mensagem também muito bonita (como todos os filmes da Disney) e um soundtrack giríssimo.

7. O Conto de Natal do Mickey
Um clássico que eu descobri à uns três anos e que introduzi como tradição natalícia cá de casa. Adoro a história original do Charles Dickens e fiquei maravilhada quando soube que existia uma versão com o Mickey e amiguinhos.

8. Á Procura de Nemo
Precisa explicação? É aquele filme que toda a gente adora, ponto final.

9. Ratatui
Eu não sei cozinhar, nem sou a melhora pessoa para convidar para uma almoçarada, mas adorei este filme. Não gosto nada de temas franceses, mas um rato que sabe cozinhar deixou-me perdida de curiosidade e tal como o Frozen, fiquei estupefacta pela maneira como foi desenvolvida e a mensagem que tem por trás. Muito giro.

10. Bolt
Por último, mas não menos importante, um filme que eu achei muito irreverente na altura, porque tirava logo a ideia de super poderes e magia da história e dava logo uma boa dose de realidade à coisa. No entanto, continua a trazer a moral mágica já característica e é um filme que é muito bom para ver em família.