Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Daughter of Smoke and Bone

 

Autora: Laini Taylor

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

 

Sinopse

Around the world, black handprints are appearing on doorways, scorched there by winged strangers who have crept through a slit in the sky.
In a dark and dusty shop, a devil’s supply of human teeth grown dangerously low.
And in the tangled lanes of Prague, a young art student is about to be caught up in a brutal otherwordly war.
Meet Karou. She fills her sketchbooks with monsters that may or may not be real, she’s prone to disappearing on mysterious "errands", she speaks many languages - not all of them human - and her bright blue hair actually grows out of her head that color. Who is she? That is the question that haunts her, and she’s about to find out.
When beautiful, haunted Akiva fixes fiery eyes on her in an alley in Marrakesh, the result is blood and starlight, secrets unveiled, and a star-crossed love whose roots drink deep of a violent past. But will Karou live to regret learning the truth about herself?

 

Opinião

Estava a ver que nunca mais acaba de ler este livro... Este livro fez-me ter de mudar o meu desafio do Goodreads! Eu estava 1 livro à frente do desafio e acabei 2 livros atrasada. Eu demorei 22 dias a ler este livro, e não foi porque não estava a gostar: se até assim eu dei 4 estrelas (o que para mim é muito num primeiro livro de uma trilogia) e adorei este livro, se o tivesse lido numa altura em que a minha vida não estivesse aterefada tinha explodido de fangirling.

 




Esta história é uma reviravolta de originalidade: é algo que eu nunca tinha lido nada parecido, não é definitivamente algo que eu estivesse à espera e mesmo com toda a estranheza e anormalidade me fez andar apegadíssima ao livro, mesmo que só lesse um capítulo à vez.

 

Gosto imenso das cenas do quotidiano da Karou passadas em Praga e dos capítulos iniciais, que dão para dar umas gargalhadas. A autora, mesmo criando um universo muito complexo e totalmente novo, ao focar-se em aspectos do mundo humano ganhou muitos pontos na minha pessoa. A escrita está muito bem construída e pensada, embora eu não seja a melhor pessoa para avaliar. O mistério em redor do livro está fantástico e se eu não me tivesse spoilado, tinha ficado boquiaberta (que aconteceu na parte em que se descobriu para que é que o Brimstone queria tantos dentes). A minha personagem favorita, para além da Karou, é a sua muiguita pequenina igual a mim Zuzana, com quem também me diverti imenso, apesar de ser humana. Ainda assim, achei muito estranha a maneira como ela aceitou toda a vida paranormal da Karou assim que a descobriu, foi uma abordagem diferente ao que estamos habituados a ver, que é sempre o 'OH NÃO É POSSÍVEL!! ESTOU MALUCA WHAT'.

O romance, pelo menos para mim, não é dos meus preferidos, e muito seguramente não é o que me compele a esta magnifica leitura. O Akiva não é, de longe, um candidato a fictional boyfriend. Como podem ver, os nomes dos persnagens são uma coisa linda de se pronunciarem, posso garantir-vos que todo o livro é assim, com coisas que não compreendemos e que são excitantemente estranhas. Lembro-me perfeitamente que no inicio achava o Brimstone (aqui ao lado) a coisa mais esquisita que já me tinham posto num livro e comecei a questionar se de facto iria seguir a linha de admiração que tanta gente tem por este livro. Eu vim a pensar que era mais uma ficção urbana no meio de uma cidade movimentada e dou de caras com hibridos e misturas e partes animais e anjos que têm asas de fogo.

Apesar de gostar muito mais das cenas do 'presente' do que das do 'passado', a história é tão envolvente que nos faz ficar maravilhado com a maneira como a autora desenvolveu toda a história com histórias dentro da própria. É absolutamente de cair o queixo a forma como são retratados os dois lados de uma guerra, sem nunca favorecer um para depreciar o outro, explicando os pontos de vista de cada interveniente.

Como vêem, estou completamente fascinada e estou mortinha para ver como vai ser o segundo livro, se vai ter a mesma magia, a mesma forma de me fazer rir, surpreender, ficar boquiaberta, de coração partido, revoltada... Eu estou propositadamente a evitar contar muito mais porque acredito que só se consegue absorver a magnificidade desta obra prima ao ir ás cegas e ir descobrindo passo a passo os pormenores. Tem partes românticas e cómicas e angustiantes e revoltantes e surpreendentes e vai ser sem dúvida nenhuma um livro que vocês não vão esquecer se se aventurarem por estes caminhos.

 

1 comentário

Comentar post