Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

China Rich Girlfriend

 

Autora: Kevin Kwan

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

Sinopse

On the eve of her wedding to Nicholas Young, heir to one of the greatest fortunes in Asia, Rachel should be over the moon. She has a flawless Asscher-cut diamond from JAR, a wedding dress she loves more than anything found in the salons of Paris, and a fiancé willing to sacrifice his entire inheritance in order to marry her. But Rachel still mourns the fact that her birthfather, a man she never knew, won’t be able to walk her down the aisle. Until: a shocking revelation draws Rachel into a world of Shanghai splendor beyond anything she has ever imagined. Here we meet Carlton, a Ferrari-crashing bad boy known for Prince Harry-like antics; Colette, a celebrity girlfriend chased by fevered paparazzi; and the man Rachel has spent her entire life waiting to meet: her father. Meanwhile, Singapore’s It Girl, Astrid Leong, is shocked to discover that there is a downside to having a newly minted tech billionaire husband. A romp through Asia’s most exclusive clubs, auction houses, and estates, China Rich Girlfriend brings us into the elite circles of Mainland China, introducing a captivating cast of characters, and offering an inside glimpse at what it’s like to be gloriously, crazily, China-rich.

 

Opinião

Primeira opinião de 2016, yay! Bem, eu soube logo desde muito cedo que este livro não iria ser tão espantoso como o que o antecedeu, mas no final fiquei bastante contente com os desenvolvimentos. É que apesar de o livro não ser assim tão grande quanto isso, passa-se TANTA coisa que parece que estamos a andar numa montanha russa.

 



Tenho de referir já uma particularidade na escrita do autor que notei tanto neste como no primeiro livro: o inicio da história é tãããããããoooooo lento e o final da história é tão à pressa. E não é que as coisas fiquei mal feitas, porque não ficam: há que desenvolver todo o começo da história e acabá-la de modo a que os leitores fiquem a pedir por mais (na minha opinião, ainda vêm aí um terceiro livro, mas isso sou eu).

Fiquei bastante surpreendida com a quantidade de novos personagens que foram introduzidos neste novo capítulo da história, é quase como ler uma história pela primeira vez. Tecnicamente li a história pela primeira vez, mas não sei se me estou a fazer entender, quando já conhecemos as personagens do livro anterior há um sentimento de familiaridade que não existe quando começamos um standalone.

Eu não quero dar spoilers a ninguém, mas a história muda radicalmente entre o inicio e o fim, à excepção do Nick e da Rachel, que finalmente se casam *inserir carinha feliz, porque eu gosto realmente deste casal e já estou como as mães deles, quero que andem a treinar muito, porque eu quero os bebés fofos dos dois*. A Astrid continua a ser a personagem com quem estou emocionalmente mais envolvida, e só desejo que haja um terceiro livro, porque o último capítulo trouxe-me alguma segurança, mas não o suficiente (estou a ser enigmática de propósito, mas realmente o que eu pensava ser o melhor para a Astrid... digamos que fui desistindo dessa ideia com o decorrer da história).

Tenho a noção que já disse isto antes, mas estes livros são tão viciantes... Uma autentica novela mexicana asiática, cheia de referências à cultura oriental, umas que eu percebo imediatamente, outras nem tanto (mas como há sempre notas do autor, ficamos sempre a par de tudo) e sobretudo sempre com muito humor à mistura.