Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

All Soul's Night

 

Autora: Jennifer Armitrout

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

Sinopse

I have reached my breaking point. And now I will not, cannot be stopped. With the Soul Eater on the verge of god status, it's time for me to take a final stand, even if it means losing everything I love. Even if it means losing my life.I've got plenty of power on my side, and some I didn't know I could count on in the first place. But it's nothing compared to the army of the undead the Soul Eater is building up. And time is running out.
They say that good always triumphs over evil. I hope that's true. Because the odds aren't in our favor, and the fate of the world is in our hands.

 

 

Opinião

Bem, já está. Confesso que estou um bocadinho apática. Tenho a sensação que se não tivesse lido estes livros, não teria perdido nada. E não é que desgoste da história, porque até gostei, mas... Como já disse em revisões anteriores, o Soul Eater para mim não é um vilão em condições. Provavelmente foi o que condicionou que gostasse deste último livro.

 



Apesar de já ter achado qu a história foi por caminhos diferentes àqueles que eu tinha inicialmente esperado, acho que a minha opinião é muito subjectiva. Obviamente que isto serve para tudo na vida, mas penso que o facto de eu não ter adorado a história é mesmo um problema meu e não do livro em si. O facto de o ter lido no Verão, quando normalmente me apetecem livros mais leves e sem grandes complexidades, e quando a minha cabeça andava mais esvoaçante talvez tenha feito com que não me apegasse tanto à história.

As partes finais do livro foram sem dúvida decisivas para o meu desgosto. Não percebi todo o aparato final em volta do ritual para o Soul Eater se tornar um Deus, não percebi todo o poder que a Carrie recebeu só por ter sugado o sangue à Dhalia (maluca como ela era, de certeza que houve mais vampiros a sugar-lhe o pescoço), não percebi muita coisa.

Quanto às personagens... Gostava de ter sabido mais do passado da Dhalia, como é que ela soube que tinha poderes, como é que ela se meteu com as pessoas erradas... Gostava de ter sabido o que raio aconteceu com o Cyrus no final, estava lá no ritual a ser sodomizado e depois nunca mais se soube nada dele. Gostava de ter visto o Max com a filha ao colo e sem estar isolado de tudo e todos (gosto muito da Bella e da relação deles, mas não vi desenvolvimentos na relação, logo do principio, para uma mudança radical tão grande).

É claro que noutros livros já acontecerem coisas bem piores, mas parece-me que as arestas desta história foram deixadas ao acaso em vez de ser bem polidas. Aind assim, gostei do final da Carrie e do Nathan e apesar de não ter amado a história, não estou arrependida de lhe ter pegado.