Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

A Vida em Livros

Vídeo original aqui. Como podem ver pela arquitectura deste blog, eu leio muito em Inglês e por isso os títulos dos livros vão ser também nesta língua, a não ser que eu tenha lido o livro noutra qualquer (que é Português, porque embora tenha tido Francês durante 3 anos, não sei dizer quase nadica de nada.) Também não vou contar os artigos definidos e indefinidos nos títulos, em ambas as linguagens, porque senão as possibilidades de escolha ficam reduzidas a nada.

 

Encontra livros para cada uma das tuas iniciais.

C: O livro que eu vou escolher, para grande surpresa ou não de todos será o Clockwork Princess. Toda a série do TID foi linda, gostei de todos os livros de maneira igual e ao mesmo tempo diferente, porque cada um conseguia ser sempre melhor do que o outro, e pronto. É isto. :$

 

S: Posso escolher livros da faculdade? O meu curso faz parte da minha vida e o Seeley (anatomia) foi muito importante no meu ano de caloira. Não estou a brincar. A minha escolha recai no Shadow Kissed, que é o 3º livro da série Vampire Academy e foi talvez a partir do final deste livro que fiquei mais emocionalmente envolvida na série (que é fantástica, leiam antes que chegue o filme a 6 de Março)!

 

M: Isto sim vai ser uma surpresa, a minha escolha é A Menina do Mar. Não foi o meu primeiro livro, mas foi O MEU PRIMEIRO livro. Gostaram de não perceber a diferença? Eu explico: foi o primeiro livro que eu tive para ler sozinha, o resto eram tudo livrinhos de desenhos para as criancinhas que os pais lêem e cujos filhos ficam só a admiram as gravuras. Ainda hoje gosto imenso daquele livro (na verdade de todos os que li da Sophia) e é claro que tem um lugar especial no meu coração.

 

C: Como podem ver, é só variedade no meu nome. Vou escolher o Crescendo, o 2º livro da saga Hush Hush. Esta não foi a saga que me impulsionou gostar de ler, mas foi há já um ano que quando comecei a ler esta série, deu-se-me uma mudança e as maratonas literárias começaram; desde então não passou tempo nenhum em que eu não estivesse ou não tivesse um livro para ler.

 

 

 

 

Conta a tua idade na tua prateleira e vê o livro em que calha.

Epub: então, pus a pasta por ordem alfabética de séries, que é como eu organizo a minha pasta com epubs, e comecei a contar e apareceu o primeiro livro da saga Black Dagger Brotherhood que é o Dark Lover.

 

Prateleira: contanto da direita para a esquerda (que eu sou ao contrário), saiu o Harry Potter e os Talismãs da Morte. Oh well, mais uma série que faz parte da minha vida, literalmente: eu cresci com o Harry Potter e achem o que acharem, será sempre a melhor saga de sempre.

 

Escolhe um livro que se passe na tua cidade, distrito ou país.

Lol? Really? Nem sequer vou considerar a cidade e o distrito também não. So, em Portugal, vou escolher não Os Maias, que seria muito obvious, mas um livro que provavelmente não irei ler, porque tenho imensos na minha TBR, mas que com certeza não perderei o filme, que já saiu há uns tempos e que é Comboio Nocturno Para Lisboa.

 

Escolhe um livro que se passe num destino onde gostarias de viajar.

Nesta pergunta vou escolher não um, mas três. Ou se calhar mais, já vejo. Comecemos ordem temporal de desejo de visitar. Em primeiro lugar, iremos a Itália com A Viela da Duquesa. Este livro foi-me dado pela patroa da minha mãe, só que entretanto quem o leu mesmo a minha mãe e ela diz que é muito bom. Después, Japão: Os Passageiros da Noite; eu não tenho este livro, em qualquer dos formatos, mas tomei conhecimento da sua existência na fnac e foi amor à primeira vista, vou ter de o ler, mais cedo ou mais tarde. Adiante, agora para Inglaterra. Apesar da vida citadina, o que mais gosto em Inglaterra são aquelas pousadas rurais, no meio no nada, onde só há paz... Por isso, escolho Orgulho e Preconceito, que fala imenso da vida rural com um toquezinho de sofisticação. Por último, mas não menos importante, está a Rússia. Será espantoso para alguém se eu escolher a Anna Karenina? Não pois não? Bem me parecia.

 

Escolhe um livro com a tua cor favorita.

A minha cor favorita é azul. Todos os tipos de azul, na maioria. Desde o turquesa ao real, passando pelo água e pelo ciano. No entanto, vou escolher a capa de Os Céus de Montana.

 

Qual é o livro com que tens melhores memórias?

não queria entrar em clichés, mas não consigo. E como já mencionei os do HP, só me restam o Crepúsculo. Só quem já leu os livros antes de ver os filmes é que compreende o quão boa é esta série. Não precisam de me ver dizer que é o melhor livro alguma vez escrito, que a narrativa é muito complexa e nhénhénhé. São as emoções e o entretenimento que estes livos me proporcionaram que fizeram deles tão especiais para mim.

 

Que livro tiveste mais dificuldade em ler?

Não vou considerar os da escola, porque senão eram quase todos, por isso vou escolher O Estrangeiro, que embora seja um livrinho pequeníssimo, custou-me imenso a ler, porque me sentia sempre perdida e não e conectei com nenhuma das personagens. Enfim...

 

Que livro na tua prateleira 'para ler' (TBR) te dará maior sentido de realização?

Todos. Quer dizer, se eu conseguir ler a minha TBR dou-me por tão satisfeita... Oh já sei! de entre tantos, escolho os do Dark-Hunter, que são uns vinte e tal e não parecem ter fim. É sem dúvida o maior desafio que tenho pela frente.