Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

As Cinquenta Sombras Livre (Fifty Shades Freed)

 

 

Autora: E. L. James

Edição Portuguesa: Lua de Papel

Sinopse

Quando a jovem e inocente Anastasia Steele encontrou pela primeira vez o impetuoso e fascinante milionário Christian Grey, começou entre eles um affair sensual que lhes mudou a vida para sempre. Assustada e intrigada pelas singulares inclinações eróticas de Grey, Anastasia exige um compromisso total na relação. Com medo de a perder, ele aceita.
Agora Anastasia e Grey têm finalmente tudo o que desejavam - o amor, a paixão, a intimidade, uma riqueza incalculável - e todo um mundo de possibilidades à sua espera. Mas ela sabe que amá-lo não será fácil, e que estarem juntos vai implicar ultrapassar barreiras que nenhum deles poderia prever. Anastasia vai ter de aprender a partilhar o estilo de vida de Grey sem sacrificar a sua identidade. E ele terá de aprender a superar o seu obsessivo impulso de tudo controlar, enquanto se debate com os demónios do seu terrível passado.
E quando tudo parece estar conjugado para que ambos consigam finalmente ultrapassar os maiores obstáculos, o destino conspira para tornar dolorosamente reais os maiores medos de Anastasia.

 

Opinião

Finalmente, o último livro desta trilogia. Não posso afirmar assim de todo que não gostei de ler, porque houve partes em que não foi tãooooo horrível quanto isso. Dos três, este último é o meu preferido, porque para além de já não se concentrar tanto no quarto vermelho e na deusa interior e no instrumento dentro das calças do Grey que pelos vistos ele toca tão bem, existe suspense e história de jeito!!! YAY!!!

 

 

 

LUA DE MELLLLLLL *isto disto com sotaque do brásiú*. E sabem o que isto quer dizer? que eles casaram Que houve direito a 'fazer o amor', literalmente. Devo dizer que mesmo sendo romance erótico (a ser arrastado para o pornográfico), faz-me menos aflição ser simplesinho do que quando há objectos de metal (e não só) à mistura. Como este livro é muito previsível, estava-se mesmo a ver que eles iam discutir logo após casarem, por causa dos paparazzi e por causa das nuvens serem brancas.

 

Muito no inicio do livro é só mais do mesmo: sexo, discussão, 'mas eu amo-te'. E desculpem-me mas tenho de destacar um momento que me dexou completamente perplexa com a sabedoria da E. L. James. Pelos vistos, é melhor quando não se vai à casa de banho e a bexiga está cheia. Sim, estou ainda a falar do tema principal deste livro: fornicação. É, eu também não tenho curiosidade nenhuma em saber onde é que a autora aprendeu isto, mas o facto dela por a personagem a reflectir sobre isto durante meia página preocupa-me.

 

Tirando aquilo que o Christian sabe fazer de melhor, mais pedacinhos do passado do rapazito são explorados num ambiente de thriller policial que até me prender ao livro mais do que eu estava à espera.

 

Basicamente o livro revolve à volta disto. No final eles ficam felizes para sempre (E TÊM FILHINHOS *-* - e relações sexuais com a Anastacia ainda grávida da menina, que depois evolui para uma conversação reflectiva onde a Anastasia admite que até a piquena já gosta daquilo e o Christian se torna pai-ditador e diz que ela só vai ter direito ao sentido da vida quando tiver 30 anos).

 

Como vêem, o que abunda mais nisto tudo é lógica de discurso e raciocínio. A minha conclusão desta série é que isto até tem uma certa graça, do ponto de vista da exploração do carácter de um personagem perturbado (mas que perturba as mulheres TÃAAOOOO BEEEMMM). No entanto, acho que três quartos das cenas 'calientes' que foram descritas podiam não ter aparecido, ou então serem escritas com um bocadinho mais de elegância e decoro. Esta história podia muito bem ter sido construída em apenas um único livro (massudo, se fosse às três pancadas depois também era tudo muito repentino e não tinha sentido nenhum) e continuava a ser um hit de vendas.

 

E é isto, boas leituras, everyone :D