Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

The Elite

 

Autor: Kiera Cass

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão


Sinopse

Thirty-five girls came to the palace to compete in the Selection. All but six have been sent home. And only one will get to marry Prince Maxon and be crowned princess of Illea.
America still isn’t sure where her heart lies. When she’s with Maxon, she’s swept up in their new and breathless romance, and can’t dream of being with anyone else. But whenever she sees Aspen standing guard around the palace, and is overcome with memories of the life they planned to share. With the group narrowed down to the Elite, the other girls are even more determined to win Maxon over—and time is running out for America to decide.
Just when America is sure she’s made her choice, a devastating loss makes her question everything again. And while she’s struggling to imagine her future, the violent rebels that are determined to overthrow the monarchy are growing stronger and their plans could destroy her chance at any kind of happy ending.

 

Opinião

Não estava nada à espera de gostar tanto deste segundo livro. Normalmente, quando gosto muito do primeiro livro de uma série, fica desapontada com o desfecho dos livros seguintes, porque nunca acho que conseguem ultrapassar as minhas expectativas. Mas este Elite, este foi merecer do título 'Surprise!'

 

 




Digo-vos uma coisa: tantos ataques ao palácio já começava a cheirar mal. No primeiro volume, achei uma certa piada, porque se a história se passa em clima de guerra, é natural que tivesse de haver este tipo de situações; neste segundo livro já era ataque sim, ataque sim, e já parecia tudo muito forçado. Ainda assim, quando se descobriu o que realmente os rebeldes andavam à procura (o que me espantou, sempre pensei que fosse ouro e jóias e bens materiais do género), começou a fazer mais lógica na minha cabeça tanta repetição tão pouco espaçada de ataques (e até comecei a torcer que eles encontrassem o que queriam).

A América parecia que vivia em dois mundos completamente separados. Tanto estava com o Maxon como com o Aspen, e nunca se lembrava do outro quando estava com um (o que seria normal). Quase que parecia que estava a ler duas histórias completamente diferentes.

Como devem ter reparado, já não tenho ali ao lado a plaquinha do Team Aspen. Porquê? É que o Maxon me surpreendeu imenso e me deixou cheia de sentimentos por resolver. Vivi tantas emoções com este rapaz... Ora o achava super fofo e cavalheiro como a seguir já lhe queria abrir a cabeça, particularmente depois do que aconteceu com a Marlee e a Celeste - that motherfucking whore! a desviar o meu menino pelos maus caminhos da luxúria carnal!

Quanto à Marlee, oh God... Que história é esta?? Ela era a minha segunda favorita e agora... AHHHHH. Apesar de tudo, adorei as cenas que protagonizaram verdadeiros momentos distópicos; foi sem dúvida alguma o primeiro momento em que senti que estava a ler uma história que não era um conto de fadas.

Estou cheiinha de feels até à raíz do cabelos. Imensos momentos que eu não referi nesta revisão protagonizam os meus momentos favoritos e contribuem para que esta segunda narrativa seja tão maravilhosa como a primeira, cheia de reviravoltas e agitação e romance. RECOMENDADÍSSIMO