Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Ebooks vs Livros em Papel

Há já algum tempo que me apetecia fazer este post, até porque a minha opinião ao longo dos anos foi mudando. Não me considero uma leitora que tenha lido assim tantos livros, mas mesmo assim são mais do que a maioria das pessoas - que lê 2 por anos ou nem isso. Foi até à bem pouco tempo que lia em papel e condenava ardentemente o uso de tablets e livros digitais e assim. Assim que comecei a ler digitalmente, vi que apesar de não constituir a mesma experiência, os ebooks até têm algumas vantagens em relação aos calhamaços de papel.

 

Deste modo, decidi fazer uma lista de prós e contras de cada um, para podermos comparar e (tentar) chegar a um veredicto final e também para partilhar alguns acessórios de leitura, que fazem a diferença na vida de quem ama livros.

 

LIVRO DE PAPEL: Sem sombra de dúvidas que não há nada como ter o peso de um aglomerado de folhas na mão, com uma capa bonita e com efeitos de luminosidade, com o cheiro a livro (e não me venham com tretas de 'é cheiro a papel', porque os livros têm um cheiro especial!)... É muito mais divertido ter de passar uma página e cada vez do que tocar num ecrã ou num botão. Não deixa de ser verdade que aumenta o risco de corte (e se são como eu que por tudo e por nada se corta em papel, compreendem-me perfeitamente), mas que é diferente é. E os marcadores! Sou viciadíssima em marcadores! Com os ebooks perde-se todo uma escolha do marcador ideal, ou do marcador mais divertido, ou mais bonito...

 

Gosto particularmente deste tipo

de marcadores, que são fitas

de seda com pendentres

Estes elásticos são muito práticos,

basta por à volta do que já se leu (todo o

conjunto de folhas com capa incluída)

e já está

Para quem quer um look mais

sufisticado, existem este tipo de

lanças, que marcam muito bem

 

 





 

 

 

 

Uma excelente ideia para aqueles livros que já estão velhinhos

(se bem que nunca me apanhariam a fazer isto...)

Uma ideia mais simple mas com a mesma eficiência

 

 

EPUB:  Imaginemos que vamos de viagem para um sitio remoto no país, por exemplo de férias. Normalmente as pessoas que se consideram leitoras não levam só um ou dois livros, levam uns 5 ou 6 (ou mais). Agora imaginem o que é levar esse peso extra. Eu não faço ideia de quanto pesa um livro em média, honestamente não me interessa, mas já viram o que é levar 1 ou 2 Kg a mais de bagagem? Além disso ocupam o espaço que poderia ser aproveitado para levar outras coisas. Com os e-readers tudo se torna mais fácil, levam-se milhentos livros todos compactados no mesmo sitio e que pesam significativamente menos.

 

LIVRO DE PAPEL: Não é lindo termos prateleiras e prateleiras cheias de livros, com diferentes formas e texturas e cores?? E poder organizá-los como quisermos, ou quando estamos chateados tirar tudo das prateleiras e voltar a repor com um nova ordem e organização (eu faço isto imensas vezes, acalma-me imenso)? Pois bem, não há muito que arranjar quando se têm os livros em aparelhos electrónicos...

 

 

 Dos suportes para livros, os de cavalos são os

meus favoritos, e são uma grande alternativa

para quando não se tem prateleiras cheias

Além de segurarem os livros para

que eles não caiam, ainda podem

ser dispostos de diferentes formas

 

 

EPUB: Muitas vezes, o amor ao livro é tanto que só dá vontade de o trazer sempre connosco. Mas é mais complicado andar com um livro na mala ou num saquinho quando tem milhentas coisas dentro da mala (como eu, que as malas nunca são grandes o suficiente para mim, porque arranjo sempre coisas para por lá dentro que acho 'essenciais') ou quando se vêem cansadíssima do trabalho/faculdade/escola e ter de carregar mais um peso. É nesses momentos que ler no telemóvel ou no tablet (para quem anda com ele) dá um jeitaço. E não é preciso ter um télémovel todo XPTO como os iPhone ou o Samsung Galaxy. Eu tenho um Nokia 5230 e leio livros (no formato epub) com um software chamado Albite Reader e que vocês podem fazer o download gratuito aqui.

 

LIVRO DE PAPEL: Sabem quando alguém está perto de vocês está a ler um livro e vocês esticam-se todas para ver qual é a apa ou o título do livro? Esta invasão de privacidade pode muitas vezes dar-nos a conhecer novos livros ou ter uma opinião diferente sobre aquela pessoa (ou julgá-la por estar a ler Fifty Shades of Grey em público), mas se somos reservados e não gostamos que metam o bedelho na nossa vida, o melhor são os ebooks, onde não aparece capa nenhuma e assim evitam-se constrangimentos.

 

 Por muito práticas que as capas para livros possam

parecer, a verdade é que nem todos os livros têm

o mesmo tamanho e espessura

 

 

EPUB: Se a bateria do gadjet for ao ar, também vai o livro. O que não é nada agradável, porque se estamos num momento emocionante, quase quase a desvendar-se aquele mistério que nos apoquentou e de repente BLACKOUT. Com os livros de papel lê-se quando quer e não há risco de um momento para o outro ficarmos no limbo e na ignorância. O que também pode constituir uma solução para os utilizadores de aparelhos informáticos é ter o livro em várias plataformas: no telemóvel, no tablet (usando o Aldiko ou outro), no computador (usando o Adobe Digital Editions ou o Calibre)...

 

LIVRO DE PAPEL: Há quem leia o jornal, outros lêem livros. A verdade é que enquanto se comer, o livro não fica aberto e é uma pain in the ass ter de por um peso em cima e depois as palavras ficam tapadas ou estar com uma mão a forçar a abertura e outra ocupada a comer...

 

 
 Tecnicamente, faz a sua função, mas não é nada cómodo... Estes pesos também não são nada práticos

 

 

EPUB: Ler no escuro não dá com nada, e quando as letras são miúdinhas e começa a doer a cabeça não é nada fantástico. Um dos benefícios dos leitores de livros de formato digital é que além de terem luz própria (que também ajuda quando se está a ler não só ao escuro, mas contra o sol) também permite que se aumente o tamanho dos caracteres. Permite ainda fazer pesquisa de uma determinada palavra ou delinear determinadas frases ou parágrafos que nos tocam mais profundamente.

 

 Existem muitos apliques de luz e lupas para as páginas

mas não é nada conveniente andar toda a hora a por e a tirar

 

 

LIVRO DE PAPEL: Por último, mas não menos importante, está a crise económica. Em Portugal os livros são tudo menos baratos e dar no mínimo 15€ por um livro faz com que se perca logo a vontade de ler. E depois ainda se admiram que exista pouca gente a ler; já por si não existe assim tanta gente que leia por prazer, quanto mais com preços destes. A acrescentar a isso, muitas vezes as traduções demoram imenso ou/e estão mal feitas. Eu, que aprendi desde à pouco menos de um ano a ler em inglês para evitar este tipo de problemas, ainda me consigo deparar com obstruções á leitura, como nem sempre estarem disponíveis as edições originais nas livrarias (em inglês também se paga menos, lembro-me que comprei o Hush Hush a 10€ quando em português era 17 e tal...). Das vantagens principais do uso de edições digitais está o facto de facilmente se poder acessar à loja online de distribuição (por exemplo a Kobo, a Wook.pt e a Amazon Books), há sempre edições para download e pode até fazer-se o download logo no momento em que sai (normalmente á meia noite) e não temos de esperar que as lojas exponham os livros nas prateleiras.

 

Estas foram as minhas razões principais para gostar e reconhecer as desvantagens de ambos os formatos, mas agora quero saber a vossa opinião, preferem ler ebooks ou livros em papel??