Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

mais uma ressaca literária

Num período de dois anos, esta já deve ser a quarta ressaca literária que tenho. Nota-se pela minha ausência aqui no blog, certo? É que nestes últimos tempos eu desisti de dois livros que eu achei que iam ser mesmo a minha cara e neste último estava a ver que não o acabava... E a culpa é de quem? Também gostava de saber; é fácil dizer que foi a partir do A Court of Mist and Fury, que aquele livro me deixou toda de pernas para o ar, mas também não acho justo estar a culpar a minha inabilidade de ler livros num outro livro, estão a perceber? É que se eu ainda estivesse super obcecada pelo ACoMaF, tudo bem, mas já passaram uns meses, só que parece que as minhas forças foram completamente drenadas, já não consigo fazer nada.

 

Talvez fosse uma péssima ideia sair de um "fenómeno" para outro, mas logo a seguir fui-me por a ler o The Raven Boys, porque o quarteto já estava completo e eu sou daquelas que gosta de uma boa maratona, pensei que ia correr tudo pelo melhor... Mas ao fim de 50 páginas e muitos revirar de olhos, já não aguentei e pus de lado. E o que é que esta inteligência pensou a seguir? "Bem, eu estou assim porque estava mesmo era a gostar de fantasia épica", diz a pessoa que não se define como a maior fã de fantasia épica. E então o que é que eu fiz? Peguei no Falling Kingdoms. É, eu sei, esperta... Repetiu-se a mesma história, mas com um bocadinho de mais páginas. No entanto, para minha defesa, se este último não tivesse uma narração tão lenta. O que vale nisto tudo é que não os pus definitivamente de lado, do género DNF nem me interessa, pelo menos o último quero muito continuar quando tiver paciência para tal.

 

Lá consegui ler um contemporâneo new adult que faz parte de uma trilogia (que também não vou continuar, pelo menos para já), que demorei imenso a ler e só não desisti também porque já só faltavam umas 30 páginas para o fim. Agora recorri à rainha da cura das ressacas, a ver o que vai sair daqui, até porque A Caribbean Mystery o era uma livro que eu queria ler no Verão, umas vez que é num cruzeiro e lembra as férias...