Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

WOULD YOU RATHER 2.0

Vi esta tag no canal da Sasha, que tem todas as informações na caxinha em baixo do vídeo. Onto the questions we go now!

 

1. Would you rather do only review videos or only tag videos?

Revisões. Comecei este blog para dar opinião sobre os livros que li, e embora às vezes disperse um bocado, preferia que o blog fosse só disso (e até era mais fácil, nem tinha de pensar em posts diferentes nem nada xD).


2. Would you rather always see the film first or never see the film version of books?

Nunca ver a adaptação. São poucas as vezes que sai bem, e ultimamente nunca tenho tido sorte.


3. Would you rather have a list of every book you've ever read (like Goodreads from birth) or still have the physical copy of your first favorite book?

OMG NÃO SEI T_T Mas acho que vou optar pela cópia do meu livro favorito...

 

Nova Temporada de Séries

Esta semana começou a nova temporada do regresso das séries norte-americanas, depois do hiatus do verão. E apesar de eu ainda não estar a par dos episódios de regresso (que ainda tenho um drama para acabar de ver), tenho algumas expectativas para as séries que eu já vejo e vontade de ver umas novas.

 

Fresh Off The Boat e Modern Family

Não há muito que esperar deste tipo de séries. Eu vejo-as pelos LOLs, e como cada episódio se foca muito num "episódio" quotidiano, há sempre muito que explorar e nunca chega a ser cansativo.

 

Grey's Anatomy e The Vampire Diaries

Pelo contrário, existem séries que já têm temporadas a mais e já começa a ser ridiculo.

Eu amo de coração Grey's Anatomy, acho que é a série que eu sigo há mais tempo (contando com o hiatus que eu fiz em que passei uns anos valentes sem ver e não pondo Bones aqui, que eu já não sigo como antigamente), mas depois da perda do Derek não sei como é que a série vai aguentar. Ao contrário do The Vampire Diaries, que eu desejo ardentemente que já tivesse acabado para que ficasse tudo em bem, Grey's Anatomy... Não me vejo sem esta série, é de referência para toda a gente... Mas por outro lado, já não há quase ninguém dos originais (que também representa como as pessoas entram e saem da nossa vida) e agora a Meredith sozinha com filhos para criar... Estou bastante curiosa para ver o que se vai passar e espero honestamente que não lhe arranjem um novo interesse amoroso para compensar o romance que falta com a saída do Derek.

 

Cinzas (Ashes to Ashes)

 

Autora: Jennifer Armintrout

Edição Portuguesa: Gailivro

 

Sinopse

Ser vampiro é uma questão de vida ou de morte. Jennifer Armintrout apresenta-nos um novo livro: Cinzas e tal como acontece em A Iniciação e A Possessão o universo que ela criou é bem diferente de tudo aquilo a que estamos habituados. Aqui, os vampiros não podem apanhar Sol e a água benta e as estacas matam-nos. As personagens são na sua totalidade muito misteriosas com vidas anteriores cheias de sofrimento. Quando um vampiro decide iniciar um humano, é necessária uma troca de sangue e isso cria um laço de sangue entre eles. O iniciado com o sangue do seu progenitor nas veias sente-se forçado a velar e a proteger o seu progenitor. Normalmente, são criaturas belas e com poderes superiores aos dos humanos. O Devorador de Almas que é uma das personagens mais misteriosas e poderosas deste romance, decide que Nathan, seu iniciado, fique possuído pelo Mal e Cyrus, também seu iniciado, depois de ser morto por Carrie, ressuscite e se torne humano, sofrendo na pele todas as angústias a que o ser humano está sujeito... Agora o perigo iminente surge no momento em que o Oráculo é libertado, correndo o risco de transformar o mundo num antro de vampiros e transformar o Devorador de Almas num deus maligno. 


Opinião

Eu não disse que era a síndrome do segundo livro? Este foi muito melhor... Não tão bom como o primeiro, mas bem melhor que o segundo.

 

Marcadores - A Bela e o Monstro

Já há muito tempo que não haviam marcadores, não é? Então hoje trago a solução dos vossos problemas, com estes marcadores do que já repeti umas 50 vezes, é o meu filme favorito da disney (carreguem na imagem para imprimir)

 

2ª Semana de Julho até 2ª Semana de Setembro: Novos Dramas e Alguns Filmes

Não estou nada desiludida com os meus progressos de Verão. 3 filmes, 2 dramas... Não foi mau de todo.

 

Filmes

- Smosh: The Movie: eu presumo que toda a gente saiba do que é que isto se trata, eles são bastante conhecidos na internet. Achei engraçado fazerem um filme, que na verdade me parece um sketch mais alongado. Não foi fabuloso, mas não foi horrível; deixou-me contente, teve a qualidade habitual dos sketchs deles, obviamente com muito mais produção, mas foi engraçado. Especialmente a referência aos Pokemon com os "Magic Pocket Slave Monsters" xD

 

- Magic Mike XXL: presumo também que 99% da população feminina e alguma percentagem da população masculina tenha ido ver este filme por... razões. God... eu sou uma mulher mais feliz depois de ter visto este filme. E não é pelas razões que eu mencionei antes. É que eu começava a achar que já tinha um problema, porque eu desgostei de todos os filmes "sequela" deste verão, mas adorei este, tão ou mais que o primeiro. A banda sonora é boa, a realização é boa (o que é estranho, porque há partida quando se pensa neste filme é logo badalhoquice e afins, mas tem uma produção muito indie), a história... Bem, não há muita história, e a que há não foi muito exploradas, mas o que é que se espera quando se vê um filme destes?

 

- 71: Into Fire: é, a pancada ainda não me passou. Eu decidi que ia ver a filmografai inteira, e já só me falta um (sim, eu vou ver o filme do Iris, eu tenho de saber como é que aquele drama acaba, e duas horas sempre é mais  rápidos que mais 10 episódios). Eu não sou grande fã de filmes de guerra, por isso não posso dizer que ADOREI o filme; achei que tinha uma boa realização, uma boa fotografia e uma boa história, ainda para mais sendo veridica.

 

Back On Track Recomendations

Depois de um período de férias, voltar à rotina custa sempre muito. Por isso hoje trago-vos algumas recomendações divididas por meses, porque é sempre bom quando lemos um livro mesmo naquela altura certa. E às vezes andamos à nora à procura de um livro que nos preencha, que nos marque, que nos influencie.

Tentei escolher entre vários géneros de ficção adulta e young-adult, e são só recomendações de standalones para não haver compromisso com nada.

Estas recomendações também servem para mim, uma vez que são todos livros que estão na minha TBR, e por isso não prometo que estejam correctas; o que me parece a mim é que, consoante as sinopses, eu gostaria de ler esse livro naquele determinado momento.

 

Setembro Outubro Novembro Dezembro
The Whole Golden World
All the Light We Cannot See
The Miniaturist
The Night Circus
Janeiro Fevereiro Março Abril
The Life Intended
My Heart and Other Black Holes
Some Kind of Fairy Tale
The Darkest Part of the Forest
Maio Junho Julho Agosto
The Strange and Beautiful Sorrows of Ava Lavender
Tell the Wolves I'm Home
The Single Girl's To-Do List
Hyperbole and a Half: Unfortunate Situations, Flawed Coping Mechanisms, Mayhem, and Other Things That Happened

 

Pág. 1/2