Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Junho - TUDO NUMA SECURA

O mês de Junho foi fraco em termos de filmes e séries... Neste momento, todas as séries que eu vejo estão em hiatus, o que supostamente me daria tempo para ver filmes ou começar um drama ou um anime novo, mas não, porque com o final do curso tudo se acumula, os dossiers de estágio e monografia tomam metade do meu tempo e neste momento só tenho visto Running Man.

 

Mas, como não podia deixar de ser, tenho de falar de pelo menos Game of Thrones. Eu espero bem que aquele final... Não quero saber, a esta hora todos já viram, por isso fuck it. Eu espero bem que a Melissandre renasça o Jon Snow, senão eu nem sei... Eu pensei que numa situação como a que aconteceu, eu iria gritar e partir qualquer coisa, mas a verdade é que vi os últimos 10 minutos tão apaticamente que quando acabou não senti nada a não ser "isto é mentira". E espero bem que seja, não vejo a acabarem com um personagem tão fantástico como o Jon Snow assim do nada. ATÉ PORQUE ELE AINDA TEM DE DESCOBRIR QUEM SÃO OS PAIS DELE.

 

Quanto a filmes, continuei na mesma onda asiática dos últimos meses, e consegui ver um no principio e outro no final do mês, que foram o 19 e o Commitment (links para as sinopses e para verem online), respectivamente, e apesar do primeiro ser bastante previsivel e sem grande história, gostei bastante do segundo, tem uma história um bocadinho para o "isto não aconteceria na vida real", mas para quem gosta de espiões e coisas do género, foi bem interessante.

 

E pronto este mês foi assim, esperemos que o próximo seja bem melhor.

Séries TV

Mais uma lista! E hoje o tema é séries televisivas. Deixem as vossas opiniões e sugestões nos comentários!

 

Classificação

♥ = Favorito
♡ = Gostei
o = Não é Mau
x = No Me Gusta

 

A Ver

Fresh Off The Boat

Game of Thrones

Grey's Anatomy

How To Get Away With Murder

Modern Family

Outlander

Sherlock

The Vampire Diaries

 

Vejo De Vez em Quando

Bones

Bob's Burgers

NCIS: LA

The Big Bang Theory

 

Vistos

10 Things I Hate About You - ♡

Gossip Girl - ♥

Hellcats - ♡

Moonlight - ♥

Revenge - ♡

Roswell - ♥

Spartacus: War of the Damned - o

The Secret Circle - ♡

Veronica Mars - ♥

White Collar - ♥

Witches of East End - ♡

 

Abandonados

Awkard - o

Buffy The Vampire Slayer - ♥ (para voltar a ver do principio)

Downton Abbey - ♡

Glee - o

Heroes - ♥ (para voltar a ver do principio)

Mad Men - ♡

Once Upon a Time - x

Pretty Little Liars - o

Reign - o

Salem - o

The Walking Dead - o

Teen Wolf - o

tag das séries (TV)

Eu amo ficção. Já disse umas 50 vezes, não importa o modo como me é submetida, eu adoro qualquer ficção. E as séries... Bem digamos que os livros standalone estão para os filmes tal ocmos as séries estão para as trilogias e sagas, mesmo que queira fugir, acabo sempre com imensas em cima de mim. E claro que ao ver este tag no canal da Chris, tive de fazer logo. Tageio quem quiser fazer, já sabem como é o drill.

 

1. Qual a tua série favorita de sempre?

Das que eu já completei, Roswell, infelizmente não está disponivel no wareztuga. Foi a primeira série que eu vi a sério,pela altura do meu 9º ano, todas as manhãs dava na FOX e aquilo só tem três temporadas, mas são três temporadas fantásticas. Não é nada do outro muito, mas tem aquela vibe de finais dos anos 90 que eu adoro e a história é daquelas que as pitas de 15 anos adoram, mas lá por trás tem uma história bem forte capaz de agradar a miúdos e graúdos, por isso é esta a minha escolha.

 

2. Qual o teu personagem preferido de sempre?

Eu não costumo ter um personagem favorito nas séries...

 

3. Cita uma série em que viciaste

A última série em que eu viciei completamente foi o Fresh Off The Boat que na altura eu comecei a ver tinha dois os três episódios, mas que me fez ficar logo a adorar a série.

 

4. Cita um personagem em que tenhas algo em comum.

Epá eu e o Tyrion somos pequeninos, se bem que ele é anão e eu não... *tentativa de piada*

5.Cita uma série que toda a gente gosta menos tu.

Once Upon A Time. Epá não sei, toda a gente fala maravilhas desta série, e eu até vi os primeiros episódios mas... Não sei, não me agarra.

 

6. A tua série favorita dos últimos tempos.

Eu adoro Game of Thrones, não me levem a mal, quando as temporadas voltam eu pareço uma maluca a pesquisar tudo e a ler mil coisas, mas Grey's Anatomy... Para quem não sabe eu acompanhei durante muitos anos Grey's Anatomy mas depois por falta de tempo deixei de ver. E desde Fevereiro deste ano, muito ates de sequer sonhar o que ia acontecer, voltei a ver as temporadas que me restavam (que ainda eram umas três ou quatro) e pus-me a par de tudo. Só posso dizer que em termos de emoções esta série tem-me levado a um limite que eu nunca esperei ultrapassar e só por isso é que ganha nesta pergunta.

 

7. Cita um protagonista que não gostes, mas que gostas da séries.

Elena do The Vampire Diaries. Sim, ela agora vai embora, e honestamente não sei o que esperar da série depois disto, porque mesmo ela sendo a coisa mais irritante e egocêntrica daquela série, era um ponto crucial na história.

 

8. Vês alguma série portuguesa?

Os portugueses têm o péssimo hábito de fazer novelas em vez de séries; as novelas são as séries dos portugueses. Só que, ao contrário das séries americanas ou mesmo dos dramas coreanos, eu só vejo uma novela de cada vez, e nestes tempos a que tenho acompanhado é A Única Mulher, na TVI, que confesso que já está a chegar àquela parte em que as novelas começam a ficar irritantes.

Ugly Love Teaser Trailer

TCHARAM! Eu disse que fazia a reacção do teaser trailer do que irá ser o filme. E cá está ele!

 

 

Eu tenho uma coisa a revelar: eu sou completamente obcecada por fardas; acho que todas as mulheres são. E esta farda é muito jeitosa, tenho a dizer. Mas também não vos sei dizer se é só a farda ou se é o portador da farda, que embora seja muito diferente do que eu imaginei o Miles na minha cabeça, não é nada de se deitar fora.

Não compreendo porque é que se estão a focar tanto na hospedeira, A TATE NÃO É HOSPEDEIRA, É ENFERMEIRA!! E a saia dela é um bocado curta para o meu gosto...

Ora aí está, a partir dos 35 segundos é que a coisa fica interessante! Mas... isto não parece ser numa casa de banho de avião? Não houve nenhuma cena sexy em nenhuma casa de banho, muito menos de avião... Omg, espero bem que não mudem a história do filme, eu tenho expectativas, não quero que isto se torne num segundo 50SOG.

Não imaginava o Miles de barba... hm. Ok, o Miles é sem dúvida muito diferente do que na minha cabeça. Mas pronto, não deixa de ser gostoso, aquelas costas são qualquer coisa digna ^^

 

Anyway, isto é pouquinho, o teaser também só tem um minuto e pouco, e sei que até parece o anúncio de um daqueles filmes de qualidade duvidosa e restrictos a maiores de 18 por razões, mas se seguirem a linha da história do livro, então meus meninOs, levem as namoradas/amigas coloridas ao cinema, que garanto-vos que irá ser um date night jeitoso (e mostram a vossa qualidade emocional, que a história tem disso para dar e vender).

 

Não é bem como eu tinha imaginado o Miles, mas vai ser bem mais sexy que o fifty shades ;D

Amor Cruel (Ugly Love)

 

Autora: Colleen Hoover

Edição Portuguesa: Topseller

 

Sinopse

Tate é enfermeira e muda-se para São Francisco, para casa do irmão Corbin, para estudar e trabalhar. Miles é piloto-aviador e mora no mesmo prédio de Corbin. Depois de se conhecerem de forma atribulada, Tate e Miles acabam por se aproximar e dar início a uma relação exclusivamente física. Para que esta relação exista, Miles impõe a Tate duas regras:
«Não faças perguntas sobre o meu passado. Não esperes um futuro.»
Tate aceita o desafio de manter uma relação distante, sem nenhum compromisso, nem sequer o da amizade. A relação alimenta-se assim da atração mútua entre os dois.
Miles nunca fala de si nem do seu passado, e comporta-se perante Tate de acordo com as regras que ele definiu. Será Miles capaz de desvendar o que se esconde por detrás desta necessidade tão grande de se distanciar emocionalmente dos outros?
E poderá algo tão cruel transformar-se numa relação bonita e duradoura?


Opinião

Alright! Aw, os meus sentimentos não aguentam... A Collen é alvo de muito hype no meio literário virtual, mas eu agora percebo um pourquinho o porquê. Este livro, apesar de ter sido uma surpresa, fez-me querer sem dúvida continuar a ler os livros dela, mesmo a trilogia Slammed, a qual eu tenho muitas dúvidas. Aliás, este livro trouxe-me de volta à vida (pun not intended, para quem já leu), porque depois de ler um clássico (que eu adorei, atenção), andava já quase a recair noutra ressaca literária, mas esta história não me deixou.

 

Pág. 1/2