Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Fifty Shades of Grey - Filme

Eu disse que havia uma grande probabilidade de vir a assistir a este filme, afinal se li os três livros, que mal poderia fazer ficar duas horas sentada em frente a um ecrã?

Quero desde já começar por dizer que respeito toda a gente desde que me respeitem a mim.  De modo algum que vou julgar quem pratica BDSM ou que gosta desse estilo de vida, o meu ponto de vista é de alguém que não o faz e por isso algumas das minhas opiniões podem ser tomadas como ofensivas. Cada um faz o que quer dentro dos seus quartos (ou masmorras sexuais), respeito isso, façam o que quiserem, desde que seja consensual entre as duas partes (ou mais, não sei), por mim, divirtam-se, não me peçam é para "compactuar" com algo da qual eu não faço parte, não tenho qualquer interesse e honestamente, nenhuma compreensão do porquê de alguém o fazer. No entanto, não significa que alguém não praticante desse estilo de vida não possa ter gostado do filme ou tenha curiosidade das situações que lá se passam, e isso não é significativo de ser a favor de uma 'rape culture', como eu já vi aí pela internet. Ganhem mas é juízo antes de fazerem acusações desse tipo, são coisas muito graves e tremendamente insultuosas.

 

Depois deste disclaimer enorme, vamos lá à revisão. Eu, ao contrário das bichezas que se reuniram em grupos com amigas e foram todas produzidas para uma sala de cinema, vi o filme em casa, sozinha, por uma questão de curiosidade. Lá diz o ditado, a curiosidade matou o gato, e eu saí traumatizada para a vida.

Liebster Award TAG

Dois tags seguidos? É a loucura! Então, esta tag foi-me passada pela Renata CR do anotações literárias e consiste em escrever 11 factos sobre mim, responder às perguntas que me fizeram, nomear 11 blogs com menos de 200 seguidores para responder à TAG, fazer 11 perguntas a esses blogs, partilhar a foto da Liebster Award TAG no post e enviar o link do post a quem me nomeou. Mas, e como eu tenho uma imaginação de um palito, não vou fazer perguntas a ninguém. Nomeio quem quiser fazer esta tag, com estas perguntas.


11 Factos Sobre Mim

1. Não consigo ler dois livros ao mesmo tempo; já tentei, não deu bom resultado;

2. Não tenho assim tantos livros físicos quanto isso;

3. Sou aracnofóbica e tenho um nada ligeiro pavor de bonecas de porcelana e palhaços;

4. Odeio cebolas;

5. Não vejo filmes de terror;

6. Sou viciada em trilogias/séries, mesmo odiando toda a comercialização em volta disso;

7. Enquanto trabalho, prefiro ouvir rádio às minhas músicas;

8. Em 5 anos só cresci 1 cm;

9. Não gosto de vinho tinto (só em sangria);

10. Uma das alcunhas que alguém já me chamou (na vida real, não sei se isso é bom ou mau) é: miúda do rock;

11. Não consigo morder gelados.

 

Leitura Digital (TAG)

Eu não escondo de ninguém que, embora há uns anos lutasse veemente contra os ebooks, agora são o pão nosso de cada dia da minha vida. Esta tag é, sem dúvida, feita para mim. (vista no canal little house of books, original: chaise long)

 

1. Que suporte utilizas para ler os teus ebooks? Ereader, tablet ou pc?

Eu comecei a ler no telemóvel, depois comprei um tablet e neste momento leio em 3 diapositivos: tablet, telemóvel (que já é android) e pc.


2. Quantos ebooks já leste?

88


3. Qual é a língua predominante nos teus ebooks?

Inglês

 

Tatiana + Alexander (Tatiana & Alexander)

 

Autora: Paullina Simons

Edição Portuguesa:Edições Asa

 

Sinopse

Tatiana: Com apenas dezoito anos, Tatiana está grávida e só. O seu marido, Alexander, foi acusado de espionagem e preso pela infame polícia secreta de Estaline. Alexander é um herói de guerra condecorado que carrega um segredo fatal. Nascido na América, vive encurralado desde a adolescência na União Soviética, para onde imigrou com os pais, que queriam viver o ideal comunista. Mas o brutal regime do país rapidamente destroçou os seus sonhos. Para se proteger, Alexander serviu o Exército Vermelho e fez-se passar por cidadão soviético. Para ele, a II Guerra Mundial é já uma causa perdida: tanto a derrota como a vitória significam a morte. As notícias que dão conta do triste destino de Alexander levam Tatiana a fugir para a América. Quando chega a Nova Iorque, ela é uma jovem viúva com um filho pequeno nos braços e um passado doloroso. Pouco tempo depois, tem um emprego, amigos e a vida com que nunca ousou sonhar. Mas a dor pela perda de Alexander nunca a abandona. Algures dentro de si e contra todas as evidências, ela continua a ouvir a voz do seu grande amor...

Alexander: Tatiana tropeçou no degrau e quase caiu. De joelhos ao lado dele, fez o que pensava não poder voltar a fazer em toda a sua vida: tocou em Alexander. E beijaram-se. Beijaram-se como se fossem de novo jovens nos bosques do Luga. Beijaram-se até esquecerem a guerra e o comunismo, a América e a Rússia. Beijaram-se e afastaram tudo, deixando ficar apenas o que restava – fragmentos de Tania e Shura. A viver na América com o filho, Tatiana tentou esquecer a mágoa pela perda do seu grande amor, Alexander. A sua vida seria perfeita se essa memória não estivesse presente a cada momento de cada dia. E quando uma improvável réstia de esperança de encontrar Alexander vivo se apodera dela, Tatiana não hesita. Deixa o pequeno Anthony aos cuidados da amiga Vikki e parte para uma derradeira e perigosa viagem à Alemanha. Em jogo está tudo o que construiu e a sua própria vida. Se for encontrada, Tatiana sabe que não escapará. É uma mulher marcada. Mas mais impossível do que o seu sonho é a incapacidade de aceitar a vida sem Alexander. Mais forte do que o medo é a promessa que fizeram um ao outro há tantos anos atrás: “viveremos juntos ou morreremos juntos.”

Opinião

Estão confusos com três capas? Pois, eu também fiquei. Especialmente quando vi a grossura do livro 'Alexander' e quando vi o número de páginas do 'The Summer Garden', que é o último livro da trilogia, ainda não publicado em Portugal. Continuam confusos? A editora, não sei bem porque razão, decidiu dividir o segundo livro desta trilogia em dois, fazendo que quando os leitores lêem na capa portuguesa de 'Alexander' "Livro III da Trilogia Tatiana & Alexander", acreditem que é o último livro da trilogia, que não é. É que nem tem a ver com os POV's: ambas as partes têm pontos de vista tanto da Taneshka como do Shura, por isso não compreendo esta decisão... Enfim, não sei se a editora vai ou não traduzir o último livro, The Summer Garden, fica a informação e a promessa que vai ser feita uma revisão aqui no blog, pelo menos.

 

Disney Song Book TAG

Que tag fantástico! Um tag que me fez ficar entusiasmada logo de inicio, ainda sem o responder (porque eu adoro as canções da disney, obviamente, já fiz um post sobre isso). Vi o tag aqui, tem todas as informações no dublidu. Vi mais que uma versão, por isso juntei as canções todas que encontrei. Tageio toda a gente.

 

1. A Whole New World (Alladin), um livro que te fez ver o mundo de outra maneira.

O Rapaz do Pijama às Riscas, que eu li quando tinha uns 14 anos e que mudou muito a minha maneira de ver o mundo.

 

2. Cruella de Ville (101 Dalmatians), o teu vilão favorito.

O Aro Volturi é, sem dúvidas, o meu vilão favorito.

 

3. I Won't Say I'm In Love (Hercules), um livro que não queres admitir que gostas.

O Her Best Friend's Brother, que eu não quero admitir que é boa boa história, só porque tem uma capa horrível.