Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Compras de última hora?

Já dizia a minha professora de português do secundário, quem oferece um livro é alguém com muito bom gosto.  E como há sempre alguém que anda à nora e deixa tudo para a última, e muito provavelmente ainda não sabe o que vai oferecer, aqui estão as minhas sugestões para amigos, amigas, pais, avós, filhos, primos e tudo mais. E não, ainda que eu leia maioritariamente em inglês, hoje as sugestões vão ser livros publicados em Portugal, facilmente encontrados na Fnac, Bertrand, Continente ou Jumbo. Tentei dividir isto por grupos etários, mas obviamente que é impossível integrar toda a gente nestas categorias, quem comprar qualquer livro tem de ter a mínima noção da personalidade da pessoa a que vai oferecer esse livro.

 

Crianças, 7 - 9 anos

Qualquer presente para crianças é uma complciação, não é só livros. Há miúdos muito esquisitinhos e outros que já têm os gostos um pouquinho melhor definidos. Para os mais difíceis, recomendo O Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry ou qualquer livro da colecção Dicionário Por Imagens (agora há uns muito giros, como de Cavaleiros, Dinossauros, Equipamentos de Estaleiro...). Pessoalmente eu daria alguma coisa com um toquezinho de 'fixe', especialmente se os miúdos virem o Disney Channel: Star Wars Rebels - Chopper Salva o Dia ou qualquer livro do Phineas e Ferb (mas Violetta não, já ando farta disso!). Mas existem sempre aquelas meninas todas femininas e que gostam de princesas e rainhas e tudo mais, e para essas meninas existem imensos livros que falam de princesas (que não é só da Princesa Sofia, se bem que esses também são giros), ou de ballet (normalmente nestas idades as meninas gostam de bailado) ou coisas semelhantes. Para os meninos a coisa também não é muito complicada, qualquer coisa de detectives ou monstros serve. Não quero dizer com isto que não possam oferecer 'coisas' de meninos a meninas e vice versa, mas vocês entendem, é mais fácil para explicar aqui. O que é importante é por-lhes à frente alguma coisa que lhes prenda a atenção, nesta altura não acho que seja fundamental dar-lhes coisas para que se tornem grandes leitores, e sim algo que os faça perceber por eles que os livros também podem ser tão divertidos como a televisão.

E por fim, porque tenho de puxar a brasa à minha sardinha e porque adoro vampiros, acho a colecção Crónicas do Vampiro Valentim e a Novas Crónicas do Vampiro Valentim, de Álvaro Magalhães e Carlos J. Campo, muito interessante também, embora não seja para todos.

 

Os livros que não tenho coragem de ler

Este post surge numa altura em que deveria estar a fazer traduções de um capítulo de um livrinho chamado Bancroft's Theory and Practice of Histological Techniques para um trabalho de Controlo de Qualidade, mas que em vez disso me pus a ver as minhas 'prateleiras'. E bateu-me forte cá dentro. Jesuis. Eu tenho séries inteiras, às quais algumas já à bastante tempo aqui, e que não há maneira de se lerem. E neste momento estou em aflição porque me está a apetecer pegar em alguns deles, mas já estou a ler um livro neste momento e tenho a faculdade a ocupar-me 87% do tempo e quero dormir.

 

1. Outlander - Diana Gabaldon (8 livros de momento)

Todo este post começou por causa destes meninos. Não sei como nem porquê, mas a minha febre de outlander voltou em grande. Não sei se já falei disto em algum dos post da rubrica fiction adiction (cheira-me que não, tenho de vos actualizar), mas outlander foi das melhores séries, senão a melhor, que vi na última temporada. Só que para vos ser sincera, os livros assustam-me um bocado. 627 páginas não é brincadeira, e isso é só o começo. Mas se a série já é a dádiva dos deuses que é, os livros também o devem ser. Só que estrangeirismos escoceses que eu não conheço, mais um inglês complicado...

 

 

 

 

séries #4 - update 1.0

Sabem o que é um reading slump? É, eu não sabia, mas agora já sei. E pelos vistos não sou a única, porque vejo imensa quente que adora ler que nada nesta preguicite de ler. E é só ver séries e filmes pá! Mas enfim, o que vale é que tenho tido umas experiências giras com as séries que começo a ver.

 

Abandonados

O tempo não dá para tudo. E para ver coisas novas, infelizmente tive de por algumas para trás. Não que eu faça isso com muita frequência, mas aconteceu. Até porque quando as histórias só estão a esticar e a engonahr, uma pessoa perde logo a vontade. Mas nem foi isso que se passou com Reign e Mad Men. Estas duas últimas não sei muito bem porquê, simplesmente comecei a deixar de ver, ou porque não tinha tempo ou porque surgia alguma coisa mais interesante e foram desaparecendo.

 

 

TAG Quem é Quem

Vi isto andar pelo tumblr e pareceu-me que seria uma óptima ideia para um tag literário na blogosfera. Supostamente, tendo isto muitas perguntas, haveria de escolher só a minha ship, mas como eu sou lambona e não tenho só uma ship, vou escolher as que me apetecerem. Neste maravilhoso novo tag acabadinho de sair vou tagear a sofia do books and coffee, a rita do a game of books, e a mafi do algodão doce para o cérebro (e quem mais estiver com vontade de fazer o tag, obviamente). E não, não traduzi do inglês, porque... não sei bem porquê, as perguntas pareceram-me mais charmosas assim. Tentei escolher uns casais que não sejam muito usuais da minha parte, se quiserem ver as minhas respostas a um casal não aqui posto, sirvam-se dos comentários para o propor que eu responderei prontamente!

 

SHIP #1 - TESSA x JEM

who’s the cuddler: hmm…o meu jemmie bemmie *.* (tem ar disso)

who makes the bed: não sei... acho que alternam entre eles.

who wakes up first: o jem

who has the weird taste in music: o jem também até porque ele tem um leque de sabedoria musical mais vasto, logo há maior probabilidade de conhecer coisas mais esquisitas

who is more protective: ambos os dois, como dizia o outro

who sings in the shower: a tessa, definitivamente.

who cries during movies: a tessa, o jem aguentava-se, para não fazer os outros acharem qeu ele estaria a sofrer ou algo do género

who spends the most while out shopping: hmm depende. se for a ver coisinhas de instrumentos musicais ou aparelhos de shaadowhunters, o jem, caso contrário, a tessa.

who kisses more roughly: a tessa, o meu jem é delicado em tudo *enfase no tudo*

who is more domineering: a tessa, também, ela consegue tem um feitiozinho da m....

 

 

 

the winter witch

 

Autor: Paula Brackston

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

Sinopse:

In her small early nineteenth century Welsh town, there is no one quite like Morgana, who has not spoken since she was a young girl. Her silence is a mystery, as well as her magic. Concerned for her safety, her mother is anxious to see her married, and Cai Jenkins, a widower from the far hills, seems the best choice. After her wedding, Morgana is heartbroken at leaving her mother, and wary of this man, whom she does not know, and who will take her away to begin a new life. But she soon falls in love with Cai’s farm and the wild mountains that surround it. Cai works to understand the beautiful, half-tamed creature he has chosen for a bride, and slowly, he begins to win Morgana’s affections. It’s not long, however, before her strangeness begins to be remarked upon in her new village. A dark force is at work there—a person who will stop at nothing to turn the townspeople against Morgana. Forced to defend her home, her man, and herself, Morgana must learn to harness her power, or she will lose everything.

 

Opinião:

Ultimamente tenho andado num mood de bruxas. Não sei o que se passa, mas tenho-me interessado imenso por esta nova porção do que já disse umas quinhentas mil vezes que é o meu género favorito: sobrenatural. E como o mood 'histórico' ainda não me passou por completo, lá fui eu aventurar-me neste bombom. E que docinho que foi.

 

Disney #2 - TOP 5 Músicas Favoritas

Já estamos em Dezembro, é altura de magia e felicidade, e o que é que não transmite isso tudo senão a maior, melhor e mais fantástica produtora de entretenimento de animação do mundo? Pois é, a Disney!

Então, hoje, e como eu na altura natalícia ando sempre com bandas sonoras atrás de mim, trago-vos as minhas músicas favoritas da Disney, não necessariamente dos meus filmes favoritos, mas aquelas que me bateram mais forte cá dentro. Partilhem as vossas nos comentários!

 

1. I See The Light - Tangled

Esta é aquela música que só nas primeiras notas me causa arrepios e põe a trabalhar os meus ductos lacrimais como se não houvesse amanhã. A letra não é particularmente o que me toca mais, mas também contribui para as minhas lisoenzimas lacrimais, especialmente o 'now that i see you'. Como podem adivinhar, estou a escrever e a chorar, porque deixei a música a tocar...