Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Marcadores - Minnie e Mickey

Já anda aí um cheirinho a Natal, não é? Ainda estamos em Novembro, mas parece qeu já anda tudo maluco com as compras de presentes e espirito natalício, quando chegarem mesmo ao dia 25 já vai andar tudo farto. Mas como no passado fim de semana já começaram as maratonas de filmes (nomeadamente da Disney), ficam hoje aqui uns marcadores muito giros, nada dificeis de fazer e bastante práticos. Vamos lá!

minnieandmickeybookmark.jpg

fonte: karen

 

 

edições portuguesas #3

Estou deveras espantada com a quantidade de tradução que vai neste país. Mais umas ediçõezinhas de livros que eu já fiz review sairam para que o povo português se delicie com a história.

 

CITY OF HEAVENLY FIRE (A CIDADE DO FOGO CELESTIAL)

 

Autora: Cassandra Clare

Edição Portuguesa: Planeta Editora

 

Sinopse
Na deslumbrante e muito esperada conclusão da série Caçadores de Sombras, Clary e os amigos enfrentam a mais terrível expressão do Mal que alguma vez tiveram de combater: o irmão de Clary. Sebastian Morgenstern está ao ataque e volta Caçador de Sombras contra Caçador de Sombras. Com a ajuda da Taça Infernal, transforma Nefelins em criaturas saídas de um pesadelo, separando famílias e amantes enquanto engrossa as fileiras dos seus Ensombrados. Acossados, os Caçadores de Sombras refugiam-se em Idris… mas nem os poderes demoníacos de Alicante conseguem manter Sebastian à distância. E com os Nefelins encurralados em Idris, quem protegerá o mundo contra os demónios? Quando é desmascarada uma das maiores traições de toda a história dos Caçadores de Sombras, Clary, Jace, Isabelle, Simon e Alec são obrigados a fugir – ainda que a sua viagem os leve até ao coração dos reinos demoníacos, onde nunca nenhum Caçador de Sombras fora e de onde nenhum ser humano alguma vez regressara. Haverá amor sacrificado e vidas perdidas na terrível batalha pelo futuro do mundo neste empolgante final da clássica série de fantasia urbana Caçadores de Sombras.

 

Opinião

aqui

 

Diglett Bookmark

Quem é que nunca viu pokemon? Faz parte da iinfância de todos, há sempre um bicharoco que é o preferido de alguém. Só que nem todos dão marcadores tão excelentes como o Diglett, que parece que está mesmo a espreitar de dentro do livro, no local onde marcámos a nossa página. Para fazerem o download deste magnifico marcadores, basta carregarem na imagem e serão direccionados para o devianart do criador deste design, e lá têm todas as instruções que devem seguir (basicament é carregar no botão do lado que diz 'Download').

 

Diglett Bookmark by beyx

Criaturas da Noite

Eu sei, este tag foi um tag de Halloween, mas como eu ando sempre meio atrasada em relação ao mundo, e porque me está a apetecer fazer um tag que ainda não tenho aqui no blog, vamos a isto. Sintam-se taggeados para fazer o mesmo. para além de livros, vou incluir séries e filmes, porque apesar de Paranormal ser o meu género favorito, tendo a escolher sempre os mesmos subgéneros e acabava por ficar sem respostas em algumns tópicos.

 

1. Vampiro

Esta deve ser a escolha mais complicada que vou ter de fazer, porque uns 80% das minhas leituras paranormais são sobre vampiros. Como já disse, qualquer dia faço um post só sobre a minha pancada sobre vampiros, que não nasceu só com o Crepúsculo. Mas adiante, a minha resposta é o Lestat de Lioncourt, das Crónicas Vampirescas da Anne Rice. O Lestat é das personagens mais enigmáticas que eu já tive oportunidade de conhecer e adorei a maneira como o seu carácter foi desenvolvido, ele era manipulador e falso, mas sempre com um encanto e sedução inacreditáveis. O filme Entrevista com o Vampiro foi dos primeiros filmes de vampiros que vi (aliás acho que foi logo a segunda coisa vampiresca que atravessou a minha vida a seguir à Buffy) e dos que mais marcou. Apesar de eu gostar desta nova geração de vampiros fofos e românticos, acho que a essência real, o instinto, se perdeu um bocadinho. O Louis de Ponte du Lac tinha já um pouquinho dessa vertente humanificada de um vampiro, mas continuava a ter aquele mistério gótico e terrível que um vampiro, na minha opinião, deve ter. 


2. Lobisomem

Eu não gosto muito de lobisomens, nunca gostei, por isso se a minha escolha é boa ou má, i don't care. Vou escolher o Seth do Twilight.

 

3. Zombie

Os zombies do The Walking Dead. Foi aquilo que me fez querer ver a série (e eu não vejo filmes de terror nem coisas do género) pela maneira fantástica como estavam caracterizados. Neste momento já deixei a série, por razões que não são para aqui chamadas (basicamente, foi porque aquilo já estava a esticar imenso e nunca mais andavam para a frente para descobrir que raio é que se passa afinal, porque é que há zombies), mas não deixo de reconhecer que são os zombies dos últimos anos (esses e os do videoclip do Michael Jackson).

 

 

Disney #1 - Filmes de Animação Favoritos

A Disney é um mundo maravilhoso. Não existe pessoa nenhuma (de jeito) que não adore a Disney e que não reconheça que é, sem sombra de dúvidas, a melhor empresa de entretenimento de animação que existe. Faz parte da infância (e não só!) de todos, e também fez da minha, tal como ainda faz parte da minha vida, que eu sou completamente apaixonada por qualquer coisa relacionada com a Disney. E por isso, hoje trago a lista dos meus filmes de animação favoritos da Disney e espero que partilhem as vossas escolhas comigo.

 

1. A Bela e o Monstro

Este é o meu filme favorito. Nunca o vi enquanto criança, porque sou mariquinhas desde pequenina e o 'monstro' metia-me medo, mas fui ver muitas adaptações desta história ao teatro e nos livros de contos infantis (tenho cá em casa um livro que se chama Contos de Ouro e cuja imagem da capa é a Bela e o príncipe já destransformado; eu adoro aquela capa, mas dentro do livro a imagem que tem o título da história tem o monstro e eu passava logo essa página à frente só para não ter de o ver, vejam bem, era tão otária). Vi-o pela primeira vez quando tinha uns 15 anos e fiquei perdidamente apaixonada com a magnitude da dimensão desta história e da mensagem que envia. Ao longo da minha vida, mesmo antes de eu ver o filme, fazia parte da minha vida e agora tem uma porção do meu coração ainda maior.

 

 

 

Tag dos Namorados Ficticios

Se seguem este blog há algum tempo, sabem que os namorados imaginários fazem parte da minha vida. E são mais que as mães. Este tag, visto neste canal (informações da descrição do vídeo), foi feito para mim. Excusado será dizer que as respostas que eu vou dar serão extremamente complicadas de escolher.

 

1. Namorado mais romântico.

 Will Herondale, para começarmos bem o tag.

 

2. Namorado com um lado sombrio mas também com um lado bom.

Patch do Hush Hush

 

3. Namorado paranormal.

 Namorado paranormal, wtf? O Adrian Ivashkov é paranormal. É. Ok, então é esse.

 

4. Namorado que gostarias de domar.

Domar, como assim domar? Tipo 50 Shades? Não gosto dessas coisas... 

 

5. Rapaz que colocas-te na 'friend-zone'.

Ron Weasley? Sei lá, eu adoro o rapaz mas para ser meu namorado imaginário não.

 

6. A tua alma gémea.

Oh pá... Eu amo o Will Herondale, a sério, mas o Jem Carstairs foi uma pessoa que me tocou tão fundo, tão fundo, que só pode ser a minha alma gémea

 

7. Namorado com o qual gostarias de fugir.

O Levi, porque ão se insere em mais nenhuma categoria e porque eu gosto demasiado dele para não o mencionar neste tag.

 

8. Namorado com o qual ias a qualquer lado.

O a qualquer lado tem de ser em qualquer lado que não envolva alturas, porque o Étienne St. Clair tem vertigens.

 

9. Namorado com o qual gostarias de estar numa ilha deserta.

Gabriel Emerson. Não sei, acho que mesmo numa ilha deserta ele ia arranjar uma maneira de me entreter

 

10. Namorado mais badass.

 Puff, Demitri Belikov, duh

Pág. 1/2