Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

The Statistical Probability of Love at First Sight

 

Autor: Jennifer E. Smith

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão


Sinopse

Who would have guessed that four minutes could change everything? Today should be one of the worst days of seventeen-year-old Hadley Sullivan's life. Having missed her flight, she's stuck at JFK airport and late to her father's second wedding, which is taking place in London and involves a soon-to-be stepmother Hadley's never even met. Then she meets the perfect boy in the airport's cramped waiting area. His name is Oliver, he's British, and he's sitting in her row. A long night on the plane passes in the blink of an eye, and Hadley and Oliver lose track of each other in the airport chaos upon arrival. Can fate intervene to bring them together once more? Quirks of timing play out in this romantic and cinematic novel about family connections, second chances, and first loves. Set over a twenty-four-hour-period, Hadley and Oliver's story will make you believe that true love finds you when you're least expecting it.

 

Opinião

Às vezes arrependo-me de ter a convicção de não ler revisões antes de me aventurar com um livro., porque coisas como estas podiam ser evitadas. Só tinha visto as avaliações no Goodreads e apenas uma era desfavorável, que até me incomodou muito porque eu queria adorar o livro desde o inicio e queria que todos sentissem o mesmo. Criei uma sinopse na minha cabeça que não correspondia á verdade: pensei que a história era toda passada no avião, com eles a apaixonarem.se a cada capítulo, e depois o epilogo era eles a descobrirem que estavam perto um do outro e era o começo de algo novo. Enganei-me bem enganada.

 

the book thief - trailer

Não tenho o hábito de fazer as opiniões dos trailers dos filmes que sei que de certeza que vou ver (como aconteceu com o Mockingjay, que mesmo sendo o livro que eu menos gostei, é claro que não vai escapar dos meus olhinhos), ou quando estou em dúvida se irei ver ou não. E desta vez é da última situação que se trata. Eu já conhecia este livro há imenso tempo antes de o comprar e do filme sair, e não é que me tivesse desapontado, mas para o que toda a gente falava, esperava uma coisa diferente. Agora não sei se hei-de ir em frente ou não, porque também já ouvi dizer que o filme é muito fidedigno e blábláblá. Enfim, vou ver o trailer e já vemos.

 

Cenários Literários

Este tag foi visto no canal do Jesse, que tem todas as inormções dos originais no descrição do vídeo. Nomeada pela booksandcoffee, nomeio quem quiser fazer esta tag xD

 

1. Tens de te ver livre de todos os teus liros e só podes manter um livro de cada um destes géneros: contemporâneo, fantasia, não-ficção e um outro género à tua escolha. Quais seriam os livros que escolhias?

Contemporâneo - Fangirl

Fantasia - a série The Infernal Devices

e não quero mais nada de outros géneros.


2. Estás na livraria e ouves um adolescente a dizer á mãe que não gosta de ler, mas a mãe insiste em escolher alguma coisa. Aproximas-te e recomendas um livro que achas que é bom para pessoas qe não gostem muito de ler. Qual seria esse livro?

Fifty Shades of Grey. Não, estou a brincar... xD depende, depende da idade, se é rapaz ou rapariga... eu já fiz um post sobre isso algures no blog


3. Não estás a sentir-te muito bem e precisas de arrebitar. Que livro lês?

Qualquer um dos meus favoritos


4. Voltas no tempo até aos teus anos de adolescente. Que livro te apanharias a ler nessa altura?

Harry Potter (mais no inicio) e Crepúsculo


5. Um amigo surpreende-te com uma viagem e tens uma hora para fazer as malas. Que livro trazes na viagem?

Provavelmente um clássico


6. A tua casa foi roubada! Não te preocupes, todos estão bem, mas a tua estante foi alvo. Que livros esperas que esteja a salvo?

Os da pergunta um xD mais a trilogia de Gabriel


7. Um amigo leva emprestado um livro e volta a dar-to em péssimas condições. Tu: a) finges que não notas b) pedes para que te comprem um novo c) secretamente fazes o mesmo a algo deles

primeiro, faço um chinfrim desgraçado para ele/ela se arrepender e se lembrar de nunca mais me pedir nada, e depois se estiver mesmo rancorosa penso na c), mas depois passa-me

Ler em Inglês

Existem imensos posts deste género na blogosfera literária, e até já mais que uma vez que tinha pensado em partilhar a minha experiência à cerca deste tópico, mas nunca tinha navegado a bom porto. Até que há uns meses estava eu instalada numa sala da faculdade com o belo do meu tablet e o Aldiko aberto, à espera de uma professora que não deve saber o que é ser pontual, quando de repente oiço atrás de mim 'Ai, mas tu lês em inglês, és masoquista?'. Não é que iso seja novidade para ninguém dos que me são próximos (eu ler em inglês, não o masoquismo), maspelos vistos é algo do outro mundo para o resto da população. Ora eu não sou masoquista às vezes mas a verdade é que pelos menos há ano e meio que leio em inglês e ninguém conhece a minha história.

 

Eu nem sempre gostei de inglês, aliás eu detestava inglês quando comecei a tê-lo na escolinha, e não percebia o porquê de ter de estudar uma lingua diferente daquela do mês. Até que começou a ser interessante perceber o que as músicas diziam e devagarinho lá fui aprendendo a gostar, a cantorolar sem inventar uma lingua indigena qualquer, a começar a perceber falas de filmes e séries sem ter de ler as legendas.

 

 

 

Viajando com Livros

Vídeo do tag original aqui.

 

1. Um livro que te levou para um lugar fantástico

Grave Mercy


2. Um livro que te levou para outro continente

todos os passados na américa são noutro continente xD


3. Um livro que te levou para um lugar desértico

The Hunger Games?


4. Um livro que te levou para um lugar triste

A rapariga que Roubava Livros


5. Um livro que te levou para um país que você gosta

os mangas (que se passam no japão xD)


6. Um livro que te levou para um lugar que você não gostou

memorial do convento


7. Um livro que te levou para a floresta

crepúsculo


8. Um livro que te levou para a guerra

harry potter e os talismãs da morte (aquela batalha foi de loucos xD)


9. Um livro que te levou numa viagem

os lusíadas (ena, estou a por imensa literatura obrigatória pelo plano nacional de leitura neste tag xD)


10. Um livro que te levou para uma época passada

qualquer um do The Infernal Devices

Don't Look Back

 

Autor: Jennifer L. Armentrout

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

Sinopse:

Samantha is a stranger in her own life. Until the night she disappeared with her best friend, Cassie, everyone said Sam had it all-popularity, wealth, and a dream boyfriend. Sam has resurfaced, but she has no recollection of who she was or what happened to her that night. As she tries to piece together her life from before, she realizes it's one she no longer wants any part of. The old Sam took "mean girl" to a whole new level, and it's clear she and Cassie were more like best enemies. Sam is pretty sure that losing her memories is like winning the lottery. She's getting a second chance at being a better daughter, sister, and friend, and she's falling hard for Carson Ortiz, a boy who has always looked out for her-even if the old Sam treated him like trash. But Cassie is still missing, and the facts about what happened to her that night isn't just buried deep inside of Sam's memory-someone else knows, someone who wants to make sure Sam stays quiet. All Sam wants is the truth, and if she can unlock her clouded memories of that fateful night, she can finally move on. But what if not remembering is the only thing keeping Sam alive?

 

Opinião:

Se precisavam de uma prova que eu sou teimosa, aqui a têm. Depois de ter desgostado da série Lux, ao ponto de me ver forçada a abandonar os livros, voltei a cair na mesma autora. é que eu oiço falar tão bem que pensei que devia ser um problema meu, e vendo bem, na volta até é. Por ter presenciado a forma como a autora até se desenrasca bastante bem no plot secundário, lá fui eu, porque a sinopse agradou-me muito e só um livro também não ia ser o fim do mundo.

 

Pág. 1/2