Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Venha o Diabo e Escolha

Vi esta tag no canal little house of books, e como também eu sou uma pessoa que ADORA fazer escolhas, bora lá.

 

1- Preferias só poderes ler um livro por ano e saberes que ias adorá-lo imenso ou leres vários e não gostares muito deles?

Um livro por ano. Era o que eu fazia até me tornar mais bookaholic e dava sempre bom resultado, porque normalmente pensava e reflectia muito aquando da aquisição do mesmo, fazendo com que existisse grande probabilidade de gostar dele.

 

2- Preferias nunca poderes conhecer o teu autor(a) favorito/a ou nunca mais poderes ler mais livros do/a mesmo/a a partir deste momento?

Tendo em conta que eu não conheço nenhum dos meus autores favoritos e vivo bem com isso, fico por esta opção xD

 

3- Preferias ser obrigado a ver sempre os filmes antes de leres os livros ou nunca veres os filmes?

Nunca ver os filmes. Já acontece com alguns, e cada vez vai acontecer mais, porque as adaptações que tenho visto vão de mal a pior.

 

4- Preferias matar uma das tuas personagens favoritas de sempre ou deixar um dos piores vilões escapar impune?

WHAT? OMG... Acho que vou deixar o vilão sair impune, por muito que isso me doa... (Doer-me-ia mais se matasse a minha personagem preferida)

 

5- Preferias ser um tributo nos Jogos da Fome ou que a pessoa mais importante para ti no mundo o fosse?

OMG QUE PERGUNTAS SÃO ESTAS? Não sei, esta não sei mesmo...

 

6- Preferias que a tua série favorita de sempre nunca tivesse existido ou que o/a autor(a) nunca a conseguisse acabar?

Nunca a conseguisse acabar. Já aconteceu com o meu manga favorito (NANA) e apesar de ter ficado muito triste porque estava numa das melhores partes, adoro aquele manga e não me importo (agora) que esteja inacabada.

 

7- Preferias nunca ter conhecido esta comunidade literária na internet ou teres de deixar de fazer parte dela para sempre obrigatoriamente?

Nunca ter conhecido a comunidade literária da internet.

 

8- Preferias que um livro que encomendaste chegasse a tua casa numa edição super feia, mas em ótimas condições ou que chegasse a tua cada na edição que querias, mas toda estragada, sem puderes reclamar?

Eu não encomendo livros, mas preferia a edição feia mas em optimas condições.

 

9- Preferias que os teus livros, por conta de uma tragédia, ardessem ou se afogassem?

NENHUM, são mortes horríveis, quem fez esta tag não teve Patologia Forense...

 

10- Preferias rasgar a capa de um livro ou sujá-la com algo que não saia?

Sujá-la com algo que não saísse.

The King

 

Autora: J. R. Ward

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

 

Sinopse

J.R. Ward's # 1 New York Times bestselling Black Dagger Brotherhood continues as a royal bloodline is compromised by a grave threat to the throne.
Long live the King…
After turning his back on the throne for centuries, Wrath, son of Wrath, finally assumed his father’s mantle--with the help of his beloved mate. But the crown sets heavily on his head. As the war with the Lessening Society rages on, and the threat from the Band of Bastards truly hits home, he is forced to make choices that put everything--and everyone--at risk.
Beth Randall thought she knew what she was getting into when she mated the last pure blooded vampire on the planet: An easy ride was not it. But when she decides she wants a child, she’s unprepared for Wrath’s response--or the distance it creates between them.
The question is, will true love win out... or tortured legacy take over?
.

 

Opinião

Não foi das maiores surpresas quando foi revelado o nome e o casal que iria protagonizar este livro da Irmandade. Pareceu-me logo que a J.R. Ward estava a querer dar um novo rumo à série, ao tirar 'Lover' dos títulos, e por também voltar a focar-se num casal já com história contada. O Wrath e a Beth não são, de todo, o meu casal preferido. Foram protagonistas do primeiro livro e embora me tivessem entretido, não achei que a história entre eles fosse nada de especial.

 

The Host - Trailer

Eu não vi o filme porque me disseram que foi horrível. Eu li o livro porque me disseram que foi fantástico. Eu não vi o trailer porque nunca o procurei. Agora chegou o momento de verificar se os meus institintos cinematográficos de adaptações literárias continuam apurados ou não.

 

 

Abandonar um Livro

Quando começo a ler um livro, espero sempre adorá-lo e guardá-lo no meu coração para todo o sempre. Mas a realidade nem sempre corresponde às expectativas e por vezes caio com a tromba no chão e a dor é tal que até dá para tremer.

Por isso, faço aqui um pequeno post de referência e reflexão para vocês e também para mim, apelando ao nosso senso de lógica.

 

Para quê estar a desperdiçar o nosso tempo quando algo não nos faz feliz? Quando está a dar algum programa na televisão do qual não gostamos ou simplesmente quando estamos aborrecidos, pegamos no belo do comando e mudamos de canal. A mesma tática deve ser feita com os livros. Não há nada melhor do que mudar de ares. Insistir numa coisa que nos faz infeliz só piora, e quanto mais tentamos, mais frustrados ficamos e isso só piora o nosso humor.

 

 

O intuito da leitura é proporcionar-nos alegria, não tendências homicidas. Independentemente da opinião dos outros, mesmo que digam para ler um pouco mais, a partir do momento em que por tudo e por nada ficam irritados ou com o diálogo, ou com qualquer outro aspecto (e não confundam com a incerteza do inicio de um livro, é sempre difícil começar um novo universo que desconhecemos), é preferível abandoná-lo do que estar a bater com a cabeça. Com tanta coisa para ler (e não digam que a vossa TBR não é enorme), vamos estar a entretermos com algo que nem nos aquece nem nos arrefece? Também me parece que não! ;D

Pág. 1/3