Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Vampire Academy - trailers

Tarde de sábado, procrastinando o estudo de Patologia Forense para o exame de segunda, vendo o último episódio da primeira temporada do Sherlock, estou eu a pensar em novas formas de melhorar o meu blog quando surge a ideia de discutir as adaptações cinematográficas de livros, que às vezes correm muito bem e outras vezes nem por isso. Nisto, aparece o novo TV Spot de Vampire Academy e acabou-se: tinha de falar.

 

A minha história com a Academia de Vampiros já deve andar algures neste blog, mas vou voltar a contá-la. Conheci esta série a partir do momento em que fiz conta no Goodreads, porque era das mais aclamadas, e apareceu como sugestão. Sendo eu uma amante de vampiros, pus na lista de espera, mas não era nada de novo. Até que surgiu o primeiro trailer ao filme, e tudo me caiu aos pés.

 

 

'não gosto de ler'

Para um leitor, esta é a pior frase que alguém pode dizer. A impossibilidade de alguém não se fascinar com a dimensão que a imaginação pode tomar, de construir um universo fictício e se deixar envolver pelo fascínio que os personagens nos oferecem deixa qualquer amante de livros de cabelos em pé.

 

Vou apresentar-vos então algumas das justificações que já se me atravessaram os caminho e às quais eu virei as costas para não partir para a agressão física (e depois vou opinar sobre estas situações.)

 

'NÃO GOSTO DE LER...

... porque me aborreço': é sempre difícil começar um novo livro, isso ninguém pode negar; pode tornar-se chato iniciar o processo de imaginação quando a escrita do autor também não ajuda é por isso que se devem começar a ler livros quando se tem imenso tempo pela frente. Não é em 15 minutos que se vai pegar num livro e criar logo empatia com os personagens e a história. É também de extrema importância pesquisar um pouquinho sobre o livro que se vai ler e pelo menos ler a sinopse; existe muita gente que abomina as sinopses com receio de spoilers, mas a pergunta fica: como é que tens noção se vais ou não perder o teu tempo se não sabes do que é que o livro trata?
Muita gente que afirma não gostar de ler (ou que é obrigado a tal) chega à prateleira, gosta do título ou da capa (às vezes nem isso acontece) e acha que é aquele que vai ser o livro da vida. O leitor tem de se interessar minimamente pelo assunto que está a ler, independentemente do tipo de literatura. 'Ler' não significa só a disposição para assuntos chatos e enfadonhos. Eu, por exemplo, apesar de gostar de um clássico de vez em quando, gosto mesmo é dos livros que me fazem alhear da realidade e esquecer o mundo existente. Existe muita gente a achar que o género 'fantástico' é para meninos de 13 anos ou criancinhas, mas enganam-se! Game of Thrones, O Senhor dos Anéis... é tudo fantasia! Se alguém tem receio de se aborrecer com um livro de fantasia por acharem infantil de mais, experimentar Fantasia Épica não faz mal a ninguém. É preciso diferenciar os autores e o público alvo e integrarmo-nos num grupo a que um certo tipo de livros seja dirigido, porque só assim é que se vai aumentar a probabilidade de acertar num livro (se bem que não existem idades limite para nenhum livro).

 

My Life Next Door

 

Autora: Huntley Fitzpatrick

Sem Lançamento em Portugal aquando da Revisão

 

Sinopse

"One thing my mother never knew, and would disapprove of most of all, was that I watched the Garretts. All the time."
The Garretts are everything the Reeds are not. Loud, messy, affectionate. And every day from her rooftop perch, Samantha Reed wishes she was one of them . . . until one summer evening, Jase Garrett climbs up next to her and changes everything.
As the two fall fiercely for each other, stumbling through the awkwardness and awesomeness of first love, Jase's family embraces Samantha - even as she keeps him a secret from her own. Then something unthinkable happens, and the bottom drops out of Samantha's world. She's suddenly faced with an impossible decision. Which perfect family will save her? Or is it time she saved herself?
A transporting debut about family, friendship, first romance, and how to be true to one person you love without betraying another
.

 

Opinião

Li tantas boas revisões acerca deste livro que no final não podia ter ficado mais surpreendida com a minha opinião..

 

Nas Tuas Calças

Isto tudo vai dar uns significados subjectivos muito interessantes. O objectivo é escrever o nome de um livro com o maravilhoso sufixo 'in your pants' e ver o quão bizarro ou engraçado fica a frase. Então vamos lá:

 

 

- Delirium In Your Pants

- If I Stay In Your Pants

- Silence In Your Pants

- Beautiful Disaster In Your Pants

- Before I Fall In Your Pants

- The Host In Your Pants

- Looking for Alaska In Your Pants

- The Perks of Being a Wallflower In Your Pants

- The Little Prince In Your Pants

bookmark friday

Marcadores de corujas, marcadores de corujas, MARCADORES DE CORUJAS!!! E estes são tão lindos e fáceis de fazer que até dá raiva!

 

 

Source: Gi det videre

 

 

1- Façam o download do pdf (aqui) e imprimam as corujas (página 2). Se quiserem o cartão para deixarem as vossas corujas poisarem, têm 3 alternativas: ou imprimem a página 1 desse mesmo pdf (que só dá para uma coruja), ou imprimem este (que tem as corujas todas num raminho) ou este (que têm a árvore das corujas);

 

    

 

2- Recortam a coruja com uma tesoura e depois seccionam a barriguinha da bicheza com um x-acto (cuidado com as mesas, ponham alguma coisa por baixo!);

 

3- Também com o x-acto cortem a inserção no raminho (está picotado) e já está!