Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

A Vida em Livros

Vídeo original aqui. Como podem ver pela arquitectura deste blog, eu leio muito em Inglês e por isso os títulos dos livros vão ser também nesta língua, a não ser que eu tenha lido o livro noutra qualquer (que é Português, porque embora tenha tido Francês durante 3 anos, não sei dizer quase nadica de nada.) Também não vou contar os artigos definidos e indefinidos nos títulos, em ambas as linguagens, porque senão as possibilidades de escolha ficam reduzidas a nada.

 

Encontra livros para cada uma das tuas iniciais.

C: O livro que eu vou escolher, para grande surpresa ou não de todos será o Clockwork Princess. Toda a série do TID foi linda, gostei de todos os livros de maneira igual e ao mesmo tempo diferente, porque cada um conseguia ser sempre melhor do que o outro, e pronto. É isto. :$

 

S: Posso escolher livros da faculdade? O meu curso faz parte da minha vida e o Seeley (anatomia) foi muito importante no meu ano de caloira. Não estou a brincar. A minha escolha recai no Shadow Kissed, que é o 3º livro da série Vampire Academy e foi talvez a partir do final deste livro que fiquei mais emocionalmente envolvida na série (que é fantástica, leiam antes que chegue o filme a 6 de Março)!

 

M: Isto sim vai ser uma surpresa, a minha escolha é A Menina do Mar. Não foi o meu primeiro livro, mas foi O MEU PRIMEIRO livro. Gostaram de não perceber a diferença? Eu explico: foi o primeiro livro que eu tive para ler sozinha, o resto eram tudo livrinhos de desenhos para as criancinhas que os pais lêem e cujos filhos ficam só a admiram as gravuras. Ainda hoje gosto imenso daquele livro (na verdade de todos os que li da Sophia) e é claro que tem um lugar especial no meu coração.

 

C: Como podem ver, é só variedade no meu nome. Vou escolher o Crescendo, o 2º livro da saga Hush Hush. Esta não foi a saga que me impulsionou gostar de ler, mas foi há já um ano que quando comecei a ler esta série, deu-se-me uma mudança e as maratonas literárias começaram; desde então não passou tempo nenhum em que eu não estivesse ou não tivesse um livro para ler.

 

Direitos de Sangue (Blood Rights)

 

 

Autora: Kristen Painter

Edição Portuguesa: Edições Asa

 

Sinopse

Chrysabelle esconde no corpo as marcas douradas e os segredos das comarré - uma raça especial de humanos criada para alimentar a elite de vampiros nobres com o seu sangue rico e poderoso. O destino dela está traçado desde sempre: servir incondicionalmente o seu patrono. Mas quando este é assassinado, a vida de Chrysabelle muda por completo. Finalmente pode ser livre, um sonho que nunca se permitira ter e que depressa se transforma num pesadelo. Ela é a principal suspeita do crime e do roubo de um anel mágico. O anel que a ambiciosa Tatiana está decidida a recuperar, custe o que custar. Chrysabelle atravessa o Atlântico para provar a sua inocência, e nesta demanda o seu caminho cruza-se com o de Malkolm, um poderoso e irresistível vampiro que foi renegado e alvo de uma maldição. Ambos tentam combater a inegável atração que os une. Mas o tempo urge. Ambos têm de unir esforços para travar os planos de Tatiana, que pretende acabar com o mundo tal como eles o conhecem e fundar um reino de trevas. Direitos de Sangue é o primeiro volume da série Casa das Comarré e um best-seller internacional.

 

Opinião

Honestamente, estou dividida. Quando vi pela primeira vez este livro, fiquei estupeficada com a beleza da capa e desde então só queria lê-lo (e ao resto da série), ainda para mais quando diz que é para os fãs de J.R. Ward (eu já devia ter aprendido a não confiar nas opiniões que vêem nas capas, mas às vezes ainda sou tola). Mas eu sentia que alguma coisa não estava bem, e então pus-me à pesquisa de revisões. E foi aqui que caiu o carmo e a trindade.

 

Sete Pecados Mortais

Vídeo original aqui.

 

 

Avareza - Qual é o teu livro mais caro e qual o mais barato?

O meu livro mais barato deve ser um daqueles da minha infância, que custavam 5€ no continente. O mais caro ou foi A Rapariga que Roubava Livros (tenho outros mais caros mas foram oferecidos).

 

Ira - Com qual autor tens uma relação de amor/ódio?
Nora Roberts. Eu digo que não gosto de literatura de cordel e lá lá lá, mas depois gosto imenso dos livros que ela escreve.

 

Gula - Que livro em que devoraste uma vez e outra e outra sem vergonha nenhuma?

Crepúsculo. Digam o que quiserem, insultem o que vos apetecer, eu li aquele livro uma e duas e três vezes.

 

Preguiça - Que livro negligenciaste a leitura deviado à preguiça de o ler?

Nem sei se tem tradução portuguesa, mas é uma distopia chama Article 5. Ao inicio estava super entusiasmada mas depois fui esticando, esticando e tive de deixá-lo porque a preguiça e o desinteresse já era tanto...

 

Orgulho - Que livro falas mais de forma a parecer uma leitora intelectual?

O Monte dos Vendavais. É sem dúvida o meu clássico favorito, mas existem outros, não sei porque só digo este. Acho que foi pelo facto do meu pai me achar completamente desvairada por gostar tanto do livro xD

 

Luxúria - Quais são os atributos que achas mais atraentes nas personagens?

Físicos? Ou psicológicos? É assim, físicos não é assim muito estrito, para os homens tenho preferência por olhos verdes e abdominais não muito definidos (estão a ver aqueles todos musculados? não é esses, é aqueles em que vê-se ligeiramente a definição dos músculos); nas meninas gosto de cabelos loiros e pequeninas (*nada parecidas comigo*). É claro que isto é muito irrelevante, eu gosto das personagens não pela sua aparência, mas pelos sentimentos que me proporcionam, mas como isto é Luxúria, achei que ficava bem. Psicologicamente, tenho um gostinho pelos 'passados torduosos' e pelos 'atormentados', mas gosto de personagens que, embora não precisem de ser heróis, não se façam prepositadamente de vítima; gosto de ver personagens com inseguranças mas que a sua vida não revolva em volta disso.

 

Inveja - Qual livro é que mais gostarias de receber como presente?

Ahah, isto é para rir, certo? É que eu tenho uma lista no Goodreads (aqui) que é só de livros que eu já li e que ainda tenho de comprar... Por isso qualquer um desses era bem vindo.

Prioridades

Depois de um dia com uma manhã nada perfeita e uma tarde de adoração do livro que estou a ler, estou fartinha de exames. Apetece-me organizar aqui o meu planeamento de leitura para os próximos tempos, embora já tenha dado um gostinho aqui.

 

Perguntam vocês, 'então mas esta é tão tola que tem de planear os livros que lê?'. Sim, tenho, porque ao longo do último ano de leitura (que foi o mais exaustivos de sempre, nunca me lembro de ter lido tantos livros num ano), aprendi várias coisas sobre mim enquanto leitora, algumas das quais que irei partilhar na seguinte lista:

 

  • gosto IMENSO de séries: acho que vocês não estão a perceber, eu abolia séries e só lia livros solitários. achava uma parvoíce ter de dividir a história às metades. agora não quero outra coisa, e quão maior for o fandom, melhor. mas uma coisa é certo, ainda continuo a preferir aquelas que já estão completas, porque o tempo de espera mata-me devagarinho.

  • SOBRENATURAL e YOUNG-ADULT são a minha cena: desde sempre que tenho uma cena por vampiros, qualquer dia escrevo um post sobre isso. desde que descobri os nephilim e o resto dos elementos da turminha, é a festa na aldeia! e se for YA então melhor.

  • farto-me rapidamente de distopias: por algum tempo pensei que as distopias era a coisa mais linda da vida. o problema é que enjoo tão rapidamente de toda aquela revolta envolvente e característica deste género que não aguento muitos livros disto.

  • gosto ocasionalmente de um bom romance erótico: vá, riam-se lá um bocadinho, dêem lá as vossas risadinhas. eu também olhava de lado, e o mal foi experimentar e descobrir o que lá estava. mas atenção que eu sou esquesita! nada cá de badalhoquices, tem de ser com alguma classe, não gosto de coisas muito às 3 pancadas e muito forçadamente preversas que só têm teor sexual, gosto de romance.

  • os contemporâneos são muito relativos: sei apreciar este e aquele livro, mas não gosto de ler só de uma vez todos deste género; para mim os contemporâneos são bons para o que eu chamo 'desmame de sagas', que servem para atenuar as emoções de umas para depois poder começar outras.

Nisto, vou então tentar construir uma lista que me possa dar para o ano inteiro e mais além. Não vou considerar os livros de séries nas quais estou à espera da saída de volumes, e isto até pode correr mal, porque uma pessoa nunca sabe à partida se vai ou não gostar sem ler o primeiro livro (olhem o que me aconteceu com A Casa das Comarré - ainda não sabem, mas a revisão vai sair daqui a uns dias). Olhem, seja o que for!

 

 

 

Pág. 1/3