Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Saga Luz e Escuridão (The Twilight Saga)

 

 

Autora: Stephenie Meyer

Edição Portuguesa: Gailivro

 

Sinopse:

Crepúsculo

A mudança de Isabella Swan para Forks — uma cidade pequena do estado de Washington — podia ter sido o passo mais entediante que ela jamais dera. No entanto, quando ela conhece o misterioso e cativante Edward Cullen, a sua vida sofre uma viragem emocionante e aterradora. Até este momento, Edward conseguiu manter a sua identidade vampírica em segredo na comunidade em que vive. A partir de agora, porém, ninguém está a salvo, sobretudo Isabella, a pessoa que Edward mais preza. O casal de namorados dá por si precariamente equilibrado no fio da navalha — entre o desejo e o perigo.

 

 

Lua Nova

Para Bella Swan, existe algo mais importante do que a própria vida: Edward Cullen. Porém, estar apaixonada por um vampiro é mais perigoso do que alguma vez ela poderia imaginar. Edward já salvou Bella das garras de um vampiro maléfico, mas agora, à medida que a sua destemida relação ameaça tudo o que se encontra por perto e todos os que lhes são queridos, eles apercebem-se de que os problemas podem estar apenas a começar...

 

Eclipse

Ao mesmo tempo que Seattle é assolada por uma série de mortes inexplicáveis e um malicioso vampiro continua a sua busca por vingança, mais uma vez Bella encontra-se rodeada por perigo em Eclipse, o terceiro volume da saga de «Twilight». No centro de tudo, ela é forçada a escolher entre o seu amor por Edward e a sua amizade com Jacob, sabendo que a sua decisão poderá atiçar a luta intemporal entre vampiro e lobisomem. Com o final do liceu a aproximar-se rapidamente, Bella tem mais uma decisão a tomar: vida ou morte. Mas, qual é qual?

 

Amanhecer

Para Bella Swan, o amor inelutável por um vampiro enreda-se, de um modo fantástico e terrível, com a realidade perigosamente opressiva. Impelida, num sentido, pela sua paixão intensa por Edward Cullen e, no outro, pela ligação profunda ao lobisomem Jacob Black, Bella enfrentara um ano tumultuoso de tentações, perdas e conflitos que a irá colocar perante um momento final e decisivo. A escolha eminente entre ingressar num mundo tenebroso mas sedutor dos imortais, ou prosseguir uma existência inteiramente humana é o fio do qual se suspendem os destinos dos dois clãs.

Agora que Bella já tomou uma decisão, uma cadeia perturbante de acontecimentos sem precedentes está prestes a desenrolar-se, antevendo efeitos potencialmente devastadores e incomensuráveis. Quando os fragmentos corroídos da sua vida - inicialmente desvendada em "Crepúsculo", e, depois, estilhaçada e dilacerada em "Lua Nova" e "Eclipse" - parecem prestes a sarar e a unir-se num todo, será que irão terminar destruídos... Para sempre?

 

Opinião

Mais uma vez, um pack saga comprimido. E mais uma vez porque eu já li isto há tanto tempo que é capaz de me falharem os pormenores.

 

A Cidade dos Ossos (City of Bones)

 

 

Autora: Cassandra Clare

Edição Portuguesa: Planeta Manuscrito

 

Sinopse

No Pandemonium, a discoteca da moda de Nova Iorque, Clary segue um rapaz muito giro de cabelo azul até que assiste à sua morte às mãos de três jovens cobertos de estranhas tatuagens.
Desde essa noite, o seu destino une-se ao dos três Caçadores de Sombras e, sobretudo, ao de Jace, um rapaz com cara de anjo mas com tendência a agir como um idiota...

 

Opinião

Vou já exprimir a minha opinião quanto às capas desta série. É ridículo como trocaram as capas dos primeiros volumes em Portugal (quer tenha sido de propósito ou não); ou se faziam as coisas bem ou se punham capas novas. Mas neste país é tudo assim, anda tudo ao molho e nalguma coisa há-de dar... Outra coisa que me enerva solenemente nestas editoras que fazem as traduções às três pancadas é que quando vêem citações nas capas originais, correm logo a por uma citação da Stephenie Meyer na capa, para ver se vendem mais. Sinceramente, acho que isto é a coisa mais idiota de sempre. Nem tudo se resume à Stephenie, e nem todas as séries vão ser o próximo Crepúsculo. Existe individualidade, pelo amor da santa! Acalmem as hormonas...

 

Na Sobra do Desejo (Lover Revealed)

 

 

Autora: J. R. Ward

Edição Portuguesa: Casa das Letras

 

Sinopse

Nas sombras da noite da cidade de Caldwell, em Nova Iorque, trava-se uma guerra territorial entre os vampiros e seus caçadores. Ali, existe um bando secreto de irmãos sem igual — seis guerreiros vampiros, defensores da sua raça. Mas agora um aliado da Irmandade está prestes a enfrentar os seus próprios desejos obscuros…

Butch O’Neal é um guerreiro por natureza. Um ex-polícia da brigada de homicídios que leva uma vida dura, é o único humano a quem foi permitido aceder ao círculo íntimo da Irmandade da Adaga Negra. E quer submergir-se ainda mais profundamente no mundo dos vampiros… Quer alistar-se na guerra territorial contra os minguantes. Não tem nada a perder. O seu coração pertence a uma fêmea vampira, uma beldade aristocrática que está muito acima do seu nível. Se não pode ter Marissa, então ao menos pode lutar lado a lado com os irmãos…

O destino amaldiçoa-o outorgando-lhe o que deseja. Quando Butch se sacrifica para salvar dos assassinos um vampiro da população civil, torna-se presa da mais escura força da guerra. Moribundo, é encontrado graças a um milagre, e a Irmandade pede a Marissa que tente trazê-lo de volta. Mas talvez nem sequer o seu amor seja suficiente para salvá-lo…

 

Opinião

Cá estamos, mais uma vez, nas deliciosas palavras da minha querida Jessica Bird. Eu amo esta mulher. É que cada vez que eu vejo os videos dela e depois leio o que ela escreve, fico sempre surpreendida como de facto nunca se conhece uma pessoa logo à primeira vista.

 

Depois de tanto tempo (foram só 2 livros, que por acaso eu adorei), finalmente as minhas preces foram ouvidas e o Butch e a Marissa têm a histórinha deles. A Marissa é a tipica menininha, inocente e bondosa, cheira a mar... É o género de uma princesa da Disney. Era a shellan não consumada do rei Wrath (yup, ainda é inocente) e era olhada de lado entre todos os finesses da glymera, como se não tivesse valor nenhum só porque o senhor só se servia dela para beber um sanguezinho fresco, independentemente dela ser de boa linhagem e vestir vestido lindos e caros e exibir com jóias raras. E o Butch é o policia que queria que a Beth (a nova shellan - muito e bem consumada - do Wrath) e que agora vive com os Irmãos porque de vez em quando até os ajuda (e porque o Vishous não ia mandar embora um fã dos Red Sox).

 

Crescendo (Crescendo)

 

 

Autora: Becca Fitzpatrick

Edição Portuguesa: Porto Editora

 

Sinopse

A vida de Nora Grey continua longe de ser perfeita. Sobreviver a um ataque que podia ter-lhe custado a vida não foi fácil, mas tudo se resolveu, graças ao seu anjo da guarda - uma criatura misteriosa, sedutora e bela.
Mas Patch tem sido tudo menos angelical. Está mais distante do que nunca e parece estar a passar demasiado tempo com a arqui-inimiga de Nora, Marcie Millar. E, como se isso não bastasse, Nora é assombrada por recordações do seu pai assassinado, começando a pensar que as intrigas dos anjos poderão estar relacionadas com a morte dele.
Desesperada por desvendar os estranhos acontecimentos do seu passado, Nora expõe-se ao perigo, na esperança de encontrar algumas respostas.
Mas todos sabemos que há perguntas que nunca devem ser feitas... 

 

 

Opinião

PATCH! Omg eu amo este homem... Mas neste livro, rapaz, é melhor fugires antes que eu te mate!

 

Isto começa logo tudo muita bem, a Nora e o Patch acabam logo nas primeiras 20 páginas que serve logo de abre olhos para os leitores. E depois é toda uma depressão pós-namoro acabado que é uma alegria. E quem pensa que a culpa é do meu Patch, está muito enganado. A Nora é definitivamente a culpada no final desta relação que tinha tanto para oferecer (ou melhor, o Patch tinha tanto para oferecer, tanto para dar...). No inicio ainda chamei uns nomes feios à miúda, porque como é que ela com uma rapazito daqueles se decide armar em parva? Quer dizer, só mesmo a Nora Grey... (mas ela tinha razões, coitadinha, aquela Marcie Millar... AGGRRRR WHORE!)

 

Pág. 2/2