Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

feel the pages

uma fangirl obsessiva compulsiva opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção

sobre o blog

uma fangirl obsessiva compulsiva decidiu fazer um blog onde opina e partilha a sua experiência sobre livros de ficção, alguns já existentes em portugal, alguns ainda em tradução e outros sem lançamento previsto nesta miniatura de país.

remember. (QUASE) TODAS AS REVISÕES TÊM SPOILERS, POR ISSO BE AWARE!

Academia de Vampiros (Vampire Academy)

 

 

Autora: Richelle Mead

Edição Portuguesa: Contraponto

 

Sinopse

Lissa Dragomir é uma princesa Moroi – um vampiro mortal com um laço inquebrável com a magia da Terra – e deve por isso ser protegida dos Strigoi, os vampiros mais ferozes e mais perigosos – os que nunca morrem. Rose Hathaway, a melhor amiga de Lissa, é uma Dhampir – nas suas veias corre uma poderosa mistura de sangue de ser humano e de vampiro. Rose tem como missão proteger Lissa dos Strigoi, que tentam por todos os meios tornar Lissa uma deles.
Após dois anos de uma liberdade proibida, Rose e Lissa são apanhadas e arrastadas de volta à Academia São Vladimir, escondida nas profundezas da floresta de Montana. Aí, Rose deverá continuar a sua educação de Dhampi, enquanto Lissa será educada para se tornar a rainha da elite Moroi. E ambas voltam a quebrar corações na Academia. No entanto, é dentro dos portões de ferro de São Vladimir que a segurança de Lissa e Rose está mais ameaçada. Os horríveis e sanguinários rituais dos Moroi, a sua natureza oculta e o seu fascínio pela noite criam um enigmático mundo repleto de complexidades sociais. Rose e Lissa vêem-se forçadas a deslizar por este perigoso mundo, resistindo à tentação de romances proibidos e nunca baixando a guarda, ou os Strigoi farão de Lissa um deles para a eternidade...

 

Opinião

(já estou a ver 'Stephenie Meyer' na capa portuguesa e já me estou a passar)

 

Ao contrário do que é habitual, não conheci esta saga quando saiu o filme ou o trailer. No entanto, foi sem dúvida que foram aqueles minutos de trailer que me alarmaram. Sim, leram bem, alarmar. Porque durante aqueles momentos pensei que ia sair um filme de quinta categoria e que ia passar nas salas de cinema. Agora, depois de ler o primeiro livro, posso garantir que os fãs desta série (ainda não me considero fã só após um livro) vão sair desapontados. Pelos vistos transformaram o VA num filme onde retratam o pior de 2 mundos: adolescentes tolas com minhocas na cabeça e vampiros com dentaduras postiças.

 




Não sei se foi a má influência do trailer, ou o facto de ter lido isto uns anos depois de ter 17 anos que tornou a minha aceitação inicial mais complicada. Para começar, não gosto anda da Rose; acho-a super convencida, de nariz empinado e com a mania que é boa. E o ambiente inicial também não é dos meus favoritos, toda a gente preocupada com festas e eventos sociais e andar aos beijos com tudo o que mexe...

 

E do nada, de um momento para o outro, a história começou a prender-me o interesse. Não, não foi a Rose que deixou de ser oferecida (sim, porque ela diz que gosta de 'flirting' só porque é giro, mas o que ela é é oferecida) e com a mania que é badass. Foi mesmo a intriga principal que começou a ser mais misteriosa.

 

Gostei imenso do Dimitri. Ok, ainda não sou completamente apaixonada pelo moço, mas gostei muito dele. E mesmo não indo á bola com a Rose, estava desejosa pelas cenas entre eles os dois. O romance não foi muito abundante, até porque foi de um momento para o outro que a Rose decidiu que se sentia atraída pelo russo, mas como eles não eram os únicos com direito ao amor... E ao contrário da Rose, adoro a Lissa e estava a torcer imenso pelo Christian.

 

Confesso que no final estava a gostar bastante do livro, mas não foi suficiente para compensar os momentos iniciais. Mesmo lá pelo meio se encontram umas cenas em que ficamos 'wtf??'. Por exemplo, o Dimitri e a Rose estavam super preocupados pelos 7 anos de diferença (andar com a língua enfiada na boca de todos os gajos da academia? tudo bem! ter uma relação com um tipo decente que é mais velho 7 anos mas que tem potencial para andar para a frente e se tornar num caso sério? nem pensar!). Mais, a Rose andava super preocupada por descobrirem que era ela a fonte de sangue da Lissa enquanto elas andavam fugidas, porque podiam pensar que elas eram lésbicas e não sei quê (se fosse, qual era o problema?) mas depois quando tiveram explicaram que não tinham mais maneiras de arranjar sangue já estava tudo bem e defendiam a verdade com unhas e dentes; não era melhor terem feito isso logo no inicio?? o stress faz rugas...

 

Entretanto já me spoilei toda sem querer e descobri umas coisas que não queria nada, mas vamos lá ver como é que corre, estou super desejosa de ler o que vem a seguir!

1 comentário

Comentar post